MRV tem lucro recorde no primeiro trimestre

Construtora lucrou R$ 189 milhões entre janeiro e março, superando em 18,2% o desempenho apurado um ano antes. A MRV, maior construtora de imóveis residenciais da América Latina, divulgou nesta quarta-feira (8) crescimento de dois dígitos no lucro líquido do primeiro trimestre, marcando um recorde para o período, apoiada na diluição de despesas em meio a receitas maiores.
A companhia lucrou R$ 189 milhões entre janeiro e março, superando em 18,2% o desempenho apurado um ano antes, mesmo com o contingenciamento do orçamento de recursos do programa habitacional Minha Casa Minha Vida (MCMV) nos primeiros meses do ano.
“Os resultados foram recordes para o período e o segundo trimestre tende a ser ainda melhor porque a demanda é parecida, mas o cronograma de lançamentos é mais robusto”, disse o copresidente-executivo da MRV, Rafael Menin, em entrevista à Reuters nesta quarta-feira.
No primeiro trimestre, a construtora lançou o equivalente a R$ 1,09 bilhão em Valor Geral de Vendas (VGV), alta de 35,9% na comparação anual. As vendas líquidas contratadas subiram 6%na mesma base, para R$ 1,3 bilhão.
Como resultado, a receita operacional líquida cresceu 23,9%, para R$ 1,49 bilhão, enquanto a linha de despesas gerais e administrativas subiu apenas 1,3%, para R$ 85 milhões.
O desempenho operacional medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) atingiu R$ 273 milhões no primeiro trimestre, alta de 19,2% ano a ano.
Paralelamente ao balanço, a MRV ainda anunciou a distribuição de R$ 492 milhões em dividendos neste ano, sendo R$ 164 milhões em 13 de junho e R$ 328 milhões no segundo semestre.
Desde a abertura de capital, em 2007, a construtora já retornou aos acionistas cerca de R$ 3,5 bilhões, quase o dobro do total captado no mercado acionário, de acordo com Menin.
As ações da MRV encerraram a quarta-feira em alta de 0,88%, cotadas a R$ 14,93, acumulando ganho de 20,8% até agora neste ano.