Monitorado por tornozeleira eletrônica é preso após furtar cofrinhos do Hospital de Câncer em Jaru, RO


Apenado com tornozeleira eletrônica furtou cofrinhos de doações em uma loja agropecuária. Polícia Militar, com apoio dos agentes penitenciários, o encontraram tentando se esconder no meio do mato. Unisp de Jaru, RO
Rinaldo Moreira/Rede Amazônica
Um apenado furtou cofrinhos de doações para o Hospital de Câncer que estava sobre o balcão de uma loja na última sexta-feira (23) em Jaru (RO), distante 290 quilômetros de Porto Velho. Após a denúncia do furto, a Polícia Militar (PM), com ajuda de agentes penitenciários, o encontraram deitado em meio ao mato tentando se esconder, próximo a um “fumódromo” no Setor 4.
A PM registrou na tarde de sexta-feira (23) a ocorrência de um furto realizado em uma loja agropecuária, de onde um homem levou cofrinhos de doações para o Hospital do Câncer. Identificado através de fotos, os policiais foram até um endereço no Setor 4, com informações do rastreamento eletrônico.
Enquanto realizavam as buscas, dois agentes penitenciários chegaram para prestar auxilio, já que o suspeito cumpria pena no regime de monitoramento eletrônico e teria violado uma norma administrativa do regime.
Após algum tempo de buscas, o homem foi encontrado deitado no meio do mato, onde fazia uso de entorpecentes. Assim que foi preso, o apenado assumiu o furto, dizendo que parte do dinheiro estava em seu bolso, onde foi encontrado R$ 25, e informou que havia jogado os cofres próximo a uma ponte de madeira no Setor 3.
Os agentes penitenciários removeram a tornozeleira e o suspeito foi levado para Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp). Durante o registro da ocorrência assumiu ter furtado um celular em outra loja no dia 19 deste mês. Após o registro, ele foi apresentado ao delegado.

Powered by WPeMatico