Ministros vão a fórum com Maia, Alcolumbre e outras lideranças em Campos do Jordão, SP


Evento ocorre durante todo o dia nesta sexta-feira (5). Emprego e reforma da previdência são temas de painéis que terão como palestrantes políticos. Cinco governadores estarão presentes. Ministro Paulo Guedes participanesta sexta (5) de fórum empresarial em Campos do Jordão
Fátima Meira/Futura Press/Estadão Conteúdo
Os ministros Paulo Guedes, Ricardo Vélez e Ricardo Salles participam nesta sexta-feira (5), como palestrantes, do fórum empresarial Lide, em Campos do Jordão (SP). O evento, um dos mais importantes do segmento no país, vai reunir ainda os presidentes da Câmara e do Senado, os democratas Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, além de cinco governadores.
No cenário recente de troca de farpas públicas entre o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e Maia, conflito e tumulto nas discussões sobre a reforma da presidência e instabilidade no Ministério da Educação (MEC), os políticos, em busca de articulação de um novo cenário, vão debater com empresários e autoridades temas econômicos e políticos de interesse nacional. Presidentes de bancos também confirmaram participação.
Os seminários serão abertos às 8h30 pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Serão quatro painéis. O evento, cujo tema é ‘O Novo Brasil’ está previsto para terminar às 18h e é acompanhado pelo G1.
A programação dos painéis começa com os ministros Vélez e Salles, quec chefiam o MEC e Meio Ambiente respectivamente. Eles vão discutir as perspectivas de desenvolvimento social para a transformação do país.
Vélez está no centro de uma crise instalada no MEC desde janeiro, que tem como saldo mais de uma dezena de demissões, conflitos sobre a condução da pasta e ameaça à execução de metas. Salles também se envolveu em polêmicas ao avaliar como impreciso os dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) sobre desmatamento e ser condenado por improbidade em um processo da época que estava à frente da Secretaria Estadual do Meio Ambiente em São Paulo.
Depois, às 10h, o tema do painel é emprego com o ministro Paulo Guedes. Ele foi o centro das atenções nesta semana no depoimento à Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, destinada à apresentação para os parlamentares da reforma da Previdência. O clima foi de animosidade e a sessão acabou em confusão depois que o ministro foi ofendido.
A reforma da previdência é apontada como salvaguarda à retomada do ritmo econômico do país e escapatória de uma possível nova recessão. O país tem quase 13 milhões de desempregados.
Às 11h o painel com os presidentes da Câmara e do Senado vai discutir o que pode mudar no país com a ‘nova previdência’.
Os governadores vão encerrar a agenda do Lide com exposições e debates sobre segurança e capitalização dos estados. Além de Doria, vão participar do painel os governadores Ibaneis Rocha (DF); Ronaldo Caiado (GO), Ratinho Jr. (PR) e Eduardo Leite (RS).
Para Doria, que chegou a Campos do Jordão na tarde de quinta-feira (5), a reforma da previdência será o grande tema do fórum. Ele defendeu a aprovação de um novo modelo. “A reforma é necessária ao Brasil, se o país quiser voltar ao rumo do crescimento e voltar a atrair investimentos estrangeiros”, disse em entrevista à TV Vanguarda.