Ministério proíbe venda de seis marcas de azeite de oliva: veja quais

O azeite de oliva é um excelente aliado para combater doenças cardiovasculares.. Mas é sempre importante ficar atento às procedências do produto. Recentemente, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) proibiu a venda de seis marcas de azeite.

Após a fiscalização do produtos, descobriram que estavam fraudados e impróprios para o consumo. Todos os azeites das marcas Oliveiras do Conde, Quinta Lusitana, Quinta D’Oro, Évora, Costanera e Olivais do Porto serão recolhidos e não poderão ser comercializados – caso contrário o comerciante será multado em R$ 5 mil por ocorrência. Os responsáveis pelas marcas citadas são Rhaiza do Brasil Ltda, Mundial Distribuidora e Comercial Quinta da Serra Ltda.

A Delegacia de Polícia de Guarulhos (Demacro – PC/SP) realizou uma operação no dia 12 de maio que descobriu uma fábrica clandestina de azeites falsificados. Os produtos estavam misturados com óleos e não havia a presença de azeite de oliva.

“Atualmente, o azeite de oliva é o segundo produto alimentar mais fraudado do mundo, perdendo apenas para o pescado”, alerta o diretor do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal (Dipov) do Ministério, Glauco Bertoldo.

A operação da polícia contou, pela primeira vez, com equipamento de análise capazes de emitir raios infravermelhos. Dessa forma, é feita a leitura do produto trazendo um resultado imediato da composição.

Os produtos fraudados foram encontrados em oito estados, são eles: Alagoas, Goiás, Mato Grosso, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Santa Catarina e São Paulo.

Glauco Bertoldo alerta que o consumidor deve desconfiar de azeites com preço entre R$ 7 e R$ 10, pois podem ser fraudados. O azeite de oliva verdadeiro custa a partir de R$ 17.

Benefícios do Azeite

Regula o colesterol: Os tocoferóis, substâncias antioxidantes presentes no azeite, parecem ter um efeito inibitório na síntese de colesterol ruim, o LDL, reduzindo seus níveis e outros fatores causadores de doenças cardiovasculares. Este óleo é rico em ômega-9, uma gordura monoinsaturada, que também é benéfica para o coração e ajuda a regular o colesterol, pois aumenta os níveis de HDL, o colesterol bom, e não eleva o LDL.

Protege o coração: Os antioxidantes diminuem a síntese do colesterol ruim, LDL, que em excesso se acumula dentro das paredes das artérias do coração, formando as placas de gordura e tornando os vasos mais estreitos. O estreitamento ou entupimento dos pequenos vasos sanguíneos é a principal característica da aterosclerose, que é estabelecida quando o fluxo sanguíneo para o coração fica prejudicado. Sem o sangue necessário, o coração fica carente de oxigênio e de nutrientes vitais para que ele opere de forma adequada. O processo também pode elevar a pressão arterial, favorecendo o risco de infartos e derrames. Uma pesquisa da Universidade de Navarra, na Espanha, concluiu que uma dieta rica em azeite de oliva virgem pode prevenir ou até mesmo reverter a aterosclerose. Para saber mais benefícios, clique aqui!