Microsoft adia data de reabertura de escritórios nos EUA indefinidamente


Empresa tinha planos de retornar ao trabalho presencial no país em 4 de outubro, mas variante delta do coronavírus mudou o cenário. Sede da Microsoft em Issy-les-Moulineaux, perto de Paris, na França, em 18 de abril de 2016
REUTERS/Charles Platiau
A Microsoft decidiu na última quinta-feira (9) adiar indefinidamente as datas da reabertura completa de seus escritórios nos Estados Unidos devido à variante delta do coronavírus.
“Devido à incerteza em relação à Covid-19, decidimos não tentar projetar uma nova data para reabertura completa dos nossos locais de trabalho nos EUA, priorizando abrir assim que for possível fazê-lo de maneira segura, com base em orientações de saúde pública”, afirmou a Microsoft.
A Microsoft havia dito anteriormente que abriria sua sede de Redmond e outros escritórios no país em 4 de outubro.
SAIBA MAIS:
Google adia retorno aos escritórios até janeiro de 2022 por causa da Covid-19
Delta tem o dobro de risco de levar à hospitalização e pode sobrecarregar sistemas de saúde
Algumas grandes empresas de tecnologia estão adiando o retorno aos escritórios, enquanto outras, como a Apple e Facebook estão tornando a vacina obrigatória, devido aos casos de Covid-19 nos EUA.
A gigante de software disse que também dará um período de transição de 30 dias para os funcionários terem tempo de se prepararem para o retorno aos escritórios.
Entenda como surgem as variantes dos vírus e por que a Delta preocupa na pandemia de Covid