México abre mercado para exportação de arroz beneficiado do Brasil, diz governo


Em troca, país vai importar feijão dos vizinhos. O México importa 80% do arroz que consome
Divulgação/Epagri/Aires Mariga
O mercado mexicano será aberto às exportações brasileiras de arroz beneficiado, informaram neste sábado (11) os ministérios de Relações Exteriores e da Agricultura, em nota conjunta. Em contrapartida, o país importará feijão mexicano.
Segundo a nota, a medida foi tomada após a aprovação de requisitos fitossanitários de ambos os lados, negociados coordenadamente entre o Itamaraty e a pasta da Agricultura, no Brasil, e a Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural do México.
“A decisão reforça a posição do Brasil como um dos dez principais exportadores mundiais de arroz e representa um passo importante para a diversificação das relações comerciais com o México, país com mais de 120 milhões de habitantes, que importa cerca de 80% do arroz consumido no país”, conclui a nota.
Em visita ao Japão, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, comemorou o acordo.
“Quero dizer da felicidade dos nossos produtores de arroz, principalmente do Rio Grande do Sul, que esperavam por essa oportunidade de exportar arroz para o México. Recebemos o feijão mexicano para completar o nosso prato principal, o arroz com feijão”, disse, segundo nota enviada pelo ministério.