Mercado de tecnologia oferece vagas para quem quer trabalhar como freelancer


Algumas companhias permitem que seus funcionários façam esses ‘frilas’ no tempo livre, o que pode aumentar a renda. Empresas de tecnologia oferecem boas chances para profissionais que querem trabalhar como freelancers.
Lukas no Pexels
Um reflexo do bom momento do mercado de tecnologia é a necessidade das empresas pela contratação de freelancers – os profissionais autônomos, que são pagos por projeto ou “job”.
Algumas companhias também permitem que seus funcionários falam esses “frilas” no tempo livre, o que pode aumentar a renda.
o g1 mostra o que é importante para quem quer trabalhar como freelancer:
Busque projetos em sites específicos: sites como Freelancer.com, Fiverr, Workana, Encontre um Nerd e 99 Jobs podem ser usados para que o profissional encontre projetos. Esses serviços cobram uma comissão que pode representar uma porcentagem do valor negociado com o cliente ou ter um preço fixo, a depender da plataforma escolhida.
Desenvolva uma reputação: além de melhorar os ganhos, mesmo para quem já tem um emprego, o trabalho autônomo pode ajudar a criar contatos com outras empresas e profissionais da área e servir como uma forma de conseguir uma posição melhor no mercado de tecnologia.
É preciso negociar: quem quer atuar de forma independente precisa reunir habilidades de negociação, além do conhecimento técnico para vender seu trabalho. Para isso, é essencial construir um bom portfólio no Github, ser atencioso ao nível de especialização pedido em cada projeto e ter jeito para barganhar por prazos e preços.
“Quem trabalha como freelancer pode ter uma jornada mais complicada porque está praticamente sozinho”, avisa Aline Oliveira, da ClockTI.
Confira outros conteúdos do guia de carreira em TI desenvolvido pelo g1.
GUIA PARA CARREIRA EM TI: profissões, salários, por onde começar e como se desenvolver em tecnologia
SALÁRIOS EM TI: veja quanto paga cada carreira na área, segundo consultoria
GANHAR EM DÓLAR OU EM EURO: as lições de quem tem carreira internacional
5 dicas para começar na carreira de TI