Mercado acionário europeu atinge máxima de 8 meses com otimismo sobre comércio e dados

Possível avanço no acordo comercial entre Estados Unidos e China e dados econômicos de China e Europa ajuda a melhorar ânimo de investidores. O mercado acionário europeu tocou máxima de quase oito meses nesta quarta-feira (3), com os investidores animados com possível avanço no acordo comercial entre Estados Unidos e China e dados econômicos encorajadores de China e Europa.
Às 8H29 (horário de Brasília), o índice FTSEEurofirst 300 subia 0,52%, a 1.522 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhava 0,62%, a 387 pontos, tendo atingido o nível mais alto desde 10 agosto em seu quarto dia seguido de altas.
Todas as principais bolsas avançavam, com destaque para o índice alemão DAX, voltado para o comércio.
O FTSE 100, de Londres, tinha desempenho mais fraco, com a libra se fortalecendo depois que a primeira-ministra britânica, Theresa May, anunciou discussões com o partido de oposição Trabalhista –um sinal de que o Reino Unido pode conseguir um Brexit mais tranquilo.
O assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, afirmou na terça-feira esperar que os EUA e a China façam mais avanços no momento em que os dois lados retomam as negociações comerciais nesta semana.
“Os mercados realmente agarram qualquer coisa que seja positiva, com o comércio sendo o caso hoje, embora ainda tenhamos que ver se as negociações comerciais levarão a um resultado positivo e estável”, disse Elwin de Groot, chefe de estratégia do Rabobank.