‘Matei por raiva’, diz preso que confessou assassinar idoso a terçadadas em Macapá


Vítima recebeu golpes na cabeça e morreu no local do crime. Homicídio foi registrado na madrugada desta segunda-feira (26), no distrito do Coração. Arma usada no crime foi apreendida no local, no momento da prisão do suspeito
Jéssica Alves/G1
Foi preso nesta segunda-feira (26) Junielson Sarmento, de 22 anos, suspeito de matar um idoso de 73 anos a terçadadas, durante a madrugada, no distrito do Coração, em Macapá. De acordo com a Polícia Civil do Amapá, Osli Alves de Paula recebeu golpes na cabeça e morreu no local do crime.
O suspeito trabalhava como caseiro em uma área próxima à casa da vítima, e, na delegacia, confessou o crime à Delegacia de Investigação de Crimes Contra a Pessoa (Decipe). Ele disse que matou em um momento de raiva, porque a esposa dele teria reclamado de constantes assédios que sofria por parte do idoso.
O homicídio ocorreu no momento em que o suspeito e o idoso estariam consumindo bebida alcoólica no local do crime. Nenhum dos dois tinha passagens pela polícia.
“Matei por raiva, porque ele estava perguntando da minha mulher e lembrei que ele a assediava. Então peguei o terçado e golpeei a cabeça dele. Ele já tinha passado a mão nela dias antes e eu não gostei disso”, relatou o caseiro, em entrevista ao G1.
Delegado Ronaldo Coelho, da Decipe, pediu a prisão preventiva do jovem
Jéssica Alves/G1
Segundo o delegado Ronaldo Coelho, da Decipe, o terçado usado no crime foi apreendido no local, no momento da prisão do suspeito.
“Eles moravam próximo e tinham uma proximidade, mas esse fato relatado por ele motivou o assassinato”, disse Coelho.
O suspeito foi encaminhado para audiência de custódia ainda na manhã desta segunda-feira, que vai determinar se ele continuará em prisão preventiva ou responderá em liberdade.
Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!

Powered by WPeMatico