Máscara capta gás metano do arroto das vacas na Inglaterra

Dispositivo que deve ser vendido a partir do ano que vem faz o gás que contribui para o efeito estufa virar água, em vez de liberá-lo no ar. Empresa inglesa cria aparelho que captura gás metano produzido pelo arroto de vacas
Um aparelho criado na Inglaterra consegue transformar o gás metano que existe no arroto da vaca em água, em vez de liberá-lo no ar. Assim, ele deixa de contribuir para o efeito estufa.
A máscara consegue captar 90% do metano que sai da boca e das narinas do gado, segundo a empresa inglesa Zelp, que a desenvolveu. As vendas devem começar no ano que vem.
O metano, que é um resíduo da digestão dos animais ruminantes, é um dos gases que mais contribuem para o efeito-estufa e o aquecimento global. Isso porque ele é cerca de 20 vezes mais ativo que o gás carbônico (CO2) na retenção dos raios solares.
Este gás também é emitido na flatulência e nas fezes do gado. E o impacto no clima tem sido estudado nos últimos anos pela União Europeia. As soluções para reduzir a emissão incluem dietas especiais, uso de suplementos e menor intervalo entre partos.
Um estudo de 2009 apontou que metade das emissões de gases estufa do Brasil vinha da pecuária. No planeta, o metano produzido pelo rebanho é equivalente ao do emitido pelos transportes.
Pequenos agricultores usam fezes de gado para produzir gás de cozinha
Aquecimento do planeta já é o maior evento climático em 2 mil anos
Aquecimento dos oceanos bate terceiro recorde consecutivo em 2019

Gás que provoca o efeito estufa é eliminado pelo arroto dos ruminantes