Mariana de Moraes grava álbum com músicas do avô, Vinicius de Moraes, e com arranjos de João Donato


Guto Wirtti orquestra a produção musical do disco, previsto para ser lançado em 2022. Vinicius de Moraes com a neta Mariana de Moraes
Acervo pessoal Mariana de Moraes
♪ Neta de Vinicius de Moraes (19 de outubro de 1913 – 9 de julho de 1980), a cantora e atriz carioca Mariana de Moraes já gravou naturalmente algumas (poucas) músicas do avô na discografia iniciada há 24 anos com o álbum ao vivo A alegria continua (1997), registro de show feito com Elton Medeiros (1930 – 2019) e Zé Renato.
Contudo, a artista nunca tinha feito um álbum somente com o cancioneiro de Vinicius, compositor fundamental na história da música do Brasil. Pois esse álbum começa a ganhar forma neste mês de outubro de 2021 com produção executiva orquestrada por Guto Ruocco, da Circus Produções.
Provisoriamente intitulado Vinicius de Mariana de Moraes (nome que expõe tanto o vínculo familiar entre avô e neta como o caráter pessoal do tributo fonográfico ao compositor poeta), o álbum será gravado em estúdio da cidade do Rio de Janeiro (RJ) com produção musical de Guto Wirtti, arranjos de João Donato (em cinco músicas do disco) e os toques de músicos como o pianista Zé Manoel e baterista e percussionista Robertinho Silva, além do próprio Donato no Rhodes.
Com músicas como Onde anda você? (Hermano Silva e Vinicius de Moraes, 1974), o repertório do álbum Vinicius de Mariana de Moraes abrange parcerias de Vinicius de Moraes com Antonio Carlos Jobim (1927 – 1994), Baden Powell (1937 – 2000), Carlos Lyra, Chico Buarque, Edu Lobo e Pixinguinha (1897 – 1973) em seleção feita por Mariana de Moraes com Guto Wirtti e com Leo Pereda.
Sucessor do single Cada dia é tudo novo pra mim, editado pela cantora em setembro com gravação da primeira parceria de Hilton Raw com Ronaldo Bastos, o álbum Vinicius de Mariana de Moraes tem lançamento previsto para 2022 em edição do Selo Sesc.
Mariana de Moraes inclui músicas como ‘Onde anda você’ no disco que será gravado no Rio de Janeiro neste mês de outubro
Bob Wolfenson / Divulgação