‘Maradona: Conquista de um sonho’ tem três atores interpretando o craque; veja comparação


Nazareno Casero, Nicolás Goldschmidt e Juan Palomino enfrentam desafio de retratar o ídolo em série. Nicolás Goldschmidt, Nazareno Casero e Juan Palomimo são protagonistas da série ‘Maradona: Conquista de um sonho’
Divulgação/Amazon
É grande o peso da camisa 10. Ainda mais quando se trata daquela vestida por Diego Armando Maradona, um dos maiores jogadores de futebol de todos os tempos. Para a sorte dos protagonistas de “Maradona: Conquista de um sonho”, série que retrata a vida do ídolo argentino, esse desafio é dividido por três.
Na produção em dez episódios lançados semanalmente, que estreou na sexta-feira (29) na plataforma de streaming Prime Video, o crauqe é interpretado em diferentes épocas de sua carreira pelos atores Nicolás Goldschmidt, Nazareno Casero, e Juan Palomino.
Além deles, o pequeno Juan Cruz fica responsável por dar vida ao Pibe de Oro, como ele era chamado pelos hermanos, quando criança.
“Os meninos, Nazareno e Nicolás, tiveram de se preparar futebolisticamente. Treinaram. Fizeram um trabalho juntos”, diz Palomino em entrevista ao g1. Responsável pela fase de chuteiras penduradas de Diego, ele teve de ganhar 20kg para o papel.
“Tem um monte de componentes. Mas, essencialmente, creio que está na honestidade de como a pessoa se expõe na câmera, em um personagem que é conhecido em todas as partes do mundo. Isso é muito importante. A honestidade, a verdade, o respeito.”
Veja abaixo comparações entre os atores e Maradona na vida real:
Diego Maradona e Nicolás Goldschmidt em cena de ‘Maradona: Conquista de um sonho’
AFP/Arquivo e Divulgação
Diego Maradona e Nazareno Casero em cena de ‘Maradona: Conquista de um sonho’
Massimo Sambucetti/AP/Arquivo e Divulgação
Diego Maradona e Juan Palomino em cena de ‘Maradona: Conquista de um sonho’
Marcos D’Paula/Estadão Conteúdo/Arquivo e Reprodução
Superando a desconfiança
Para chegar até a estreia, a série teve de superar a desconfiança da população argentina. Mas “Conquista de um sonho” teve tempo.
Além de todo o tempo de produção, que foi longa e envolveu viagens para retratar a carreira internacional do craque, a série ainda teve de passar pela pandemia e, é claro, a morte do ídolo em novembro de 2020.
“É claro que a morte do Diego renovou um certo desejo de estar em contato com a sua história ao redor do mundo”, conta Goldschmidt. “Isso aumentou bastante a expectativa.”
Tanto que Casero relata uma reação diferente agora, à beira do lançamento. “Todo mundo me pergunta: ‘quando sai? Como vou poder ver? Tem tal cena? E o gol nos ingleses?'”, afirma o ator.
“Porque acontece isso. Há algo místico que acontece com o Maradona. É uma atração inevitável.”
‘Maradona: Conquista de um sonho’: atores falam sobre a série em entrevista