Mais tocados no Spotify Brasil, Zé Neto & Cristiano ensaiam novas ‘sofrências de arrastar o chifre’ para 2019


‘Melhor fase de nossas vidas’, diz Cristiano sobre sucesso do álbum “Esquece o Mundo Lá Fora”. Dupla se apresenta neste sábado (8) no Ribeirão Country Fest. Zé Neto e Cristiano voltam para a região com a turnê do DVD ‘Esquece o Mundo Lá Fora’
Divulgação
Se depender de Zé Neto & Cristiano, 2019 vai ser um ano para continuar “beijando o copo e abraçando as garrafas”. É que a combinação sofrência + bachata, ritmo latino que dominou a cena sertaneja em 2018, será mantida nos próximos planos da dupla. Eles fazem segredo sobre o que está por vir no próximo ano, mas já gravaram o novo projeto.
“Mais sofrências para arrastarmos chifres no asfalto”, diz Zé Neto. Neste sábado (8), a dupla se apresenta no Ribeirão Country Fest 2018, em Ribeirão Preto (SP).
Esquece o Mundo Lá Fora
Irmãos de coração, como se definem, Zé Neto & Cristiano foram os artistas mais tocados no Spotify, assegurando o sertanejo no topo do ranking Brasil pelo 4º ano consecutivo. Ainda figuram no top 5 Jorge & Mateus, Marília Mendonça, Matheus & Kauan, e o pop de Anitta.
O responsável pelo bom desempenho é o álbum “Esquece o Mundo Lá Fora (Ao Vivo)”, o quinto da carreira. Lançado pela Som Livre, apresentou ao público a faixa “Largado às Traças”, que estourou e chegou a ocupar o primeiro lugar no Hot 100 Brasil da Billboard. Também liderou por duas semanas a lista das mais ouvidas no Spotify Brasil. Desde o lançamento no Youtube, em janeiro, acumula 521,2 milhões de visualizações.
Zé Neto & Cristiano cantaram Te Amo e Sonha Comigo em show romântico na Festa do Peão de Barretos 2018
Ricardo Nasi/G1
“Estamos vivendo a melhor fase de nossas vidas. Acreditamos que 2018 foi um divisor de águas em nossa carreira. Depois da gravação do DVD, nosso trabalho expandiu ainda mais. Tocamos no Brasil todo e por onde passamos a galera nos reconhece, canta todas as nossas músicas, os shows lotam e o carinho que recebemos é inacreditável”, afirma Zé Neto.
Ritmo sensual
O disco ainda tem outros hits chicletes, aqueles que basta ouvir uma vez para ficar cantarolando por semanas, como “Status Que Eu Não Queria” e “Notificação Preferida”. A influência da bachata, nascida na década de 1950 na República Dominicana, em boa parte destas canções, conquistou os fãs.
Se você não sabe identificá-la, basta prestar atenção na marcação do bongô e da güira, ambos instrumentos de percussão. Junte a sanfona e o violão, e pronto. O sertanejo com cara de bolero moderninho caiu no gosto do povo.
“A bachata é um ritmo dançante, mas ela passa uma certa sensualidade também. O sertanejo também tem isso, achamos que a combinação deu muito certo por isso. Fica bom pra dançar, bom pra sofrer e bom pra cantar (risos). Iremos usar a bachata com certeza em nosso novo projeto”, diz Cristiano.
Dupla Zé Neto & Cristiano cantou sucessos do sertanejo agarrados à homenagem de fã, em Barretos 2018
Ricardo Nasi/G1
Um bom modão
Mas, nem só o ritmo é determinante para a dupla na hora de escolher um bom modão. “Sempre dizemos isso, mas é verdade. Para nós, o que não pode faltar em uma moda boa é uma composição boa. Acreditamos que o diferencial de uma música não é somente a interpretação ou um dueto. Uma boa sofrência não pode faltar”, afirma Zé Neto.
Desde que se tornaram queridinhos do público em 2015, com “Seu Polícia”, Zé Neto & Cristiano viram a vida transformar. Saíram dos shows em barzinhos no interior de São Paulo e ganharam a estrada. A dupla passou a buscar uma identidade e acredita que a tenha encontrado em meio a tantos outros colegas de cena.
“A cada trabalho amadurecemos mais e aprendemos também. Em três anos passou muita coisa por nossa vida. Hoje nos sentimos mais maduros em relação a nossa carreira. Somos uma dupla completamente apaixonada pelo que faz e acreditamos que nossa identidade, não é somente cantar, é também dar muito valor as composições. Pra nós, elas são fundamentais para a carreira de qualquer artista”, diz Cristiano.
Zé Neto canta sucessos da carreira com Cristiano
Ricardo Nasi/G1
Emoção
Esse valor à música é facilmente percebido nos shows da dupla. Quem não viu Zé Neto cair no choro ao interpretar “Mulher Maravilha” ao lado do parceiro? No caso do cantor, o amor que se multiplica, como cita a música, atende pelo nome de José Filho, do relacionamento dele com Natália Toscano.
E na Festa do Peão de Barretos, em agosto deste ano, de novo o cantor não segurou a emoção e foi parar no meio dos fãs para cantar junto com eles. “Para nós, é sempre uma honra cantar para aquele tanto de gente. E a receptividade dos nossos fãs é geralmente assim. Eu ‘num guento’. Por isso estou sempre chorando nos shows (risos), é emocionante ver todo o carinho do público”, diz Zé Neto.
Zé Neto e Cristiano choram no palco da Festa de Barretos 2018
Reprodução
Férias
Depois de um ano cheio de boas surpresas e muito trabalho, a dupla deve tirar férias em fevereiro, mas Cristiano já tem compromisso, e dos sérios.
“Vou começar 2019 com o pé direito (risos), me caso na igreja com minha esposa em fevereiro. Pretendemos tirar uns dias para descansar, né, Zé? Foi um dos melhores anos de nossas vidas, mas também foi um ano de muito trabalho, nós e nossa equipe merecemos um descanso.”
Cristiano diz que dupla amadureceu ao longo dos anos
Mateus Rigola/G1
Leia mais notícias do Ribeirão Country Fest 2018