Mãe em São Luís vive drama por filha que não consegue leito


Lucilene Baltazar, de 23 anos, tem câncer e necessita com urgência de um leito de UTI, mas a espera já dura uma semana. Família vive drama por filha que não consegue leito
Uma família em São Luís vive um drama ao esperar por um leito de UTI. Lucilene Baltazar tem 23 anos e está internada no hospital Socorrão 1. Ela também está com câncer, mas a espera por um leito em um hospital especializado já dura uma semana. Para a mãe dela, Cláudia Regina Baltazar, tudo tem se baseado em promessas não cumpridas.
“A minha filha só toma remédio para dor e febre e o tratamento dela não é aqui. Por favor, eu peço ajuda”, suplicou a mãe.
Mãe vive drama por ver filha sofrendo e correndo risco de vida sem um leito de UTI
Reprodução/TV Mirante
A Cláudia é do município de Itapecuru e veio para São Luís com a filha depois que ela começou a reclamar de dores por causa de um câncer de ovário. Foi então que ela deu entrada pela primeira vez no hospital Djalma Marques, o Socorrão 1. Ela passou por uma cirurgia para a retirada do ovário esquerdo e teve alta.
Porém, há 10 dias Lucilene voltou a ser internada e sentia fortes dores. Atualmente, ela precisa ser transferida ir para uma UTI de um hospital especializado com urgência, segundo a família. O defensor público Cosmo Sobral afirmou que em casos como este a família deve buscar o amparo legal para garantir a assistência médica devida.
“É direito deles ter acesso ao prontuário do atendimento médico. É direito ter o relatório médico descrevendo seu quadro de gravidade para que eles possam tomar providências de outra natureza”, informou o defensor.
O pescador Domingos Baltazar, que faz parte da família, contou que o estado de saúde de Lucilene tem piorado a cada hora a mais de espera.
“Vivemos esperando, dependendo de um leito. E não tem condição”, reclamou o pescador.
Família tem sofrido com a agonia em não conseguir um leito de UTI para Lucilene
Reprodução/TV Mirante

Powered by WPeMatico