Mãe de ex-noiva de Lucas Penteado diz que ela está ‘devastada’ e foi ameaçada na internet após ser exposta


Domenica Franhani diz que ex-BBB estava ‘descompensado’ em live e segue com celular e pertences da filha. Procurado pelo g1, ele não respondeu pedidos de comentário sobre caso. Lucas Penteado no ‘BBB21’
Reprodução/Globo
Júlia Franhani está “devastada” desde que foi exposta na madrugada de sexta-feira (3), quando o então noivo, o ex-BBB Lucas Penteado, abriu uma live para falar de uma suposta traição entre ela e um segurança. A definição é de Domenica Franhani, mãe da mulher de 19 anos, em entrevista ao g1 nesta terça (5).
“Ele chegou no hotel transtornado e começou a revirar o apartamento todo, supondo que existiria uma terceira pessoa junto com ela”, afirmou Domenica. “Ela vendo a situação desceu na recepção do hotel para pedir uma ambulância. Quando chegou no corredor [de volta ] com um segurança, foi quando ele subiu aquela live falando que ela estava traindo.”
Domenica afirma que o ator estava em um “surto” causado por bebida alcoólica, já presenciado duas vezes pela filha no relacionamento de oito meses. Eles estavam noivos e moravam juntos em São Paulo.
Lucas Penteado foi procurado pelo g1, mas até a última atualização desta reportagem não respondeu pedidos de comentário sobre o caso.
Ex-BBB Lucas Penteado faz live com suposta traição
Os pertences e documentos que estavam na casa de Lucas não tinham sido devolvidos para a família de Júlia até a tarde desta terça (5), segundo Domenica.
Ela reclama também que o ator ficou com o celular da filha e desativou todas as redes sociais. Ela diz que tentou recuperar as contas, mas o telefone vinculado ao perfil é de um irmão de Lucas.
Antes disso, textos foram postados no perfil de Júlia em que ela dizia que estava tudo bem e que logo eles falariam sobre o assunto.
A mãe diz que a filha não está com o telefone desde sexta e que, portanto, o post não foi feito por Júlia.
Júlia Franhani, noiva de Lucas Penteado, nega acusação de traição: ‘Não tenho condições de falar sobre o assunto’
Reprodução/Instagram/Julia Franhani
“Isso tudo foi manipulado, porque ela está sem telefone. Desde sexta-feira, estou pedindo tanto para ele, quanto pro pai dele, colocarem os pertences dela dentro de um carro e trazer para minha casa”.
“Eu estou desde sexta-feira tentando falar que ele tem que se retratar e contar a verdade, para não deixar a menina sofrer o que ela vem sofrendo na internet”.
O assunto foi um dos mais comentados nas redes sociais na sexta e gerou uma onda de ameaças e comentários no perfil de Júlia. Com a pressão, ela chegou a ser hospitalizada após tomar remédios, mas está em casa nesta terça.
“Ela já teve alta e tem uma psicóloga que vai começar a fazer o acompanhamento. Ela chora muito, está muito triste, não sai de casa para nada. Eu não estou em condições, não estou podendo trabalhar”, diz Domenica, que é autônoma.
Pedido de retratação
Segundo Domenica, ela só pediu para que Lucas explicasse o que aconteceu naquela madrugada.
“Eu só pedi: ‘Lucas, faça uma retratação, não deixem que as pessoas façam isso com ela’. E ele usando de artifícios, tentando me manipular, e se negando a assumir o erro”, diz.
“O pai dele que trouxe a Júlia aqui na minha casa, ele nem entrou na minha casa para conversar comigo. A única coisa que ele falou para mim foi que o Lucas já havia perdido um monte de contrato e que era pra eu ficar despreocupada que ele iria se retratar”.
“Depois disso, não recebi contato nenhum. A minha filha está devastada, porque acabaram com ela na internet”.
“Não é pecado assumir um erro, o que não é justo é deixar a menina nessa situação vexatória, uma vez que ela foi pedir socorro para ajudá-lo. Qualquer pessoa em sã consciência vê que ele não está com 100% das faculdades mentais na gravação daquele vídeo, é nítido.”
“No vídeo, a minha filha está acuada, não esboça nenhum tipo de defesa, tem partes da gravação que ela ainda pede para ele parar”. “O meu papel agora é defender e proteger e defender a minha filha. Essa é a minha função agora”.
‘Internet é maligna’
Domenica e a filha sentem na pele as consequências da exposição com comentários, ameaças e haters e diz que a internet é “maligna”.
“Minha filha sofreu ameaças na internet e ele sai como mocinho da história? Isso não é justo, isso não é certo, sendo que ela foi atrás de ajuda para preservar mesmo até a integridade física dele”. “E se ele tivesse matado ela? Ia colocar a culpa no surto?”, diz a mãe.
“Ele surta porque ele é um adicto, surta porque não pode fazer uso de nenhuma substância química, etílica. Só que isso não dá o direito dele fazer isso com ninguém. Foi com a minha filha, mas poderia ter sido com a filha de qualquer outra pessoa”.
Veja, no vídeo abaixo, dicas de como lidar com haters nas redes sociais:
Lidando com haters: especialistas dão dicas para manter a saúde mental e tomar medidas