MAB ocupa sede do Ibama em Porto Velho e pede adequação de hidrelétrica


Ocupação no local está acontecendo desde terça-feira (27), segundo MAB. Reportagem não conseguiu contato com a Santo Antônio. MAB ocupou prédio do Ibama na terça-feira
Hosana Morais/G1
O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) está ocupando, desde a terça-feira (27), a sede do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em Porto Velho. Segundo João Dutra, um dos representantes do MAB, os ocupantes reivindicam uma reunião com o Ibama de Brasília, além de uma adequação no escritório da Usina Hidrlétrica Santo Antônio e reajuste do valor de indenização das famílias que serão realocadas.
Conforme o representante, a ocupação iniciou na tarde de terça-feira (27). Em seguida, os ocupantes foram até a Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE-RO) verificar sobre o projeto de lei que autoriza o aumento do lago da usina da Hidrelétrica de Santo Antônio.
“De noite o pessoal voltou para o prédio do Ibama para dormir e esperar uma reunião com a presidente do Ibama ou com a diretoria de licenciamento ambiental de Brasília. A gente quer discutir os problemas lá em Jacy-Paraná”, explicou Dutra.
Ainda de acordo com o militante do MAB, o Ibama não pode aprovar a licença ambiental da hidrelétrica Santo Antônio.
“Antes da presidente do Ibama liberar a autorização especial para aumentar o lago, a usina disse que ia revolver todos os problemas de Jacy -Paraná antes, só que já passou dois anos praticamente e ela não conseguiu dar conta dos problemas anteriores”, ressalta Dutra.
O MAB explica que em Jacy-Paraná existe uma área de risco, identificada pela Agência Nacional de Água (Ana) desde 2015, e a usina deveria retirar as pessoas que moram nesta área e indenizá-las.
“Mas eles estão apresentando propostas muito baixas e a gente descobriu que o caderno de preços para pagar as indenizações está errado. Então, a gente quer a adequação das propostas e do caderno de preços”, disse Dutra.
Segundo o MAB, a usina precisa aumentar o nível da BR para que não alague, mas isso ainda não foi realizado. Também diz ser dever da hidrelétrica a readequação do escritório instalado em Jacy-Paraná, pois lá estaroa sem condições de atender aos moradores realocados. Conforme Dutra, no escrittório não há impressora.
Reunião
Na tarde desta quarta-feira (28), o MAB participou de uma videoconferência com o Ibama em Brasília. Na ocasião, ficou acordado que o Ibama vai apresentar um relatório de vistoria feito na usina.
Na próxima quarta-feira, dia 4 de abril, o Ibama vai apresentar esse relatório para o MAB em Jacy. Segundo o Ibama, no dia 6 de abril o órgão vai expor as medidas que serão adotadas a “despeito” dos pontos levantados pelo MAB.
Ao final da conferência nesta quarta-feira, o MAB continuou no prédio fazendo uma assembleia para decidir se deixa o prédio do Ibama ou continua ocupando.
O G1 não conseguiu contato com a Hidrelétrica de Santo Antônio.

Powered by WPeMatico