Luiz Gonzaga revive ‘A moda da mula preta’ em disco com gravação inédita de show feito em festival de 1971


Veja a capa de ‘Baião dos hippies’, álbum em que o ‘Rei do baião’ canta o hit sertanejo dos anos 1940. ♪ Com capa criada por Bady Cartier a partir de foto de Luiz Gonzaga (1912 – 1989) extraída do Arquivo Nacional, o álbum Baião dos hippies chega ao mercado fonográfico primeiramente em CD – previsto para ser lançado ainda nesta segunda quinzena de novembro de 2021 – antes de desembarcar nos aplicativos de música em 13 de dezembro, dia do 109º aniversário do cantor, compositor e sanfoneiro pernambucano.
Editado pelo selo Discobertas, o álbum Baião dos hippies reproduz oito números e três falas de Luiz Gonzaga na apresentação feita pelo artista há 50 anos no Festival de Verão de Guarapari, evento de aura hippie, realizado de 11 a 14 de fevereiro de 1971 na praia Três Marias, no litoral da cidade capixaba de Guarapari (ES).
O repertório do disco Baião dos hippies inclui sucesso do universo sertanejo, A moda da mula preta (Raul Torres, 1945) entre standards da basilar obra autoral de Luiz Gonzaga como Asa branca (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, 1947), A volta da asa branca (Luiz Gonzaga e Zé Dantas, 1950), Assum preto (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, 1950) e O xote das meninas (Luiz Gonzaga e Zé Dantas, 1953).
A inclusão da moda da viola no roteiro do show fazia sentido. Embora tenha sido lançada pela dupla sertaneja Raul Torres & Florêncio em 1945, A moda da mula preta fez sucesso nacional na voz de Luiz Gonzaga ao ser gravada pelo Rei do baião em 1948.
Na época, a gravação da moda de viola por Gonzaga chegou a suplantar em vendas os originais registros fonográficos dos hits nordestinos do compositor tamanha a popularidade do tema recolhido pelo compositor paulista Raul Torres (1906 – 1970) no folclore mineiro.