Lollapalooza online começa nesta quinta com shows antigos de Paul McCartney e Imagine Dragons


LCD Soundsystem e Tove Lo também abrem programação de edição virtual, que vai até domingo (2). Festival segue confirmado no Brasil para dezembro. Público chega ao autódromo de Interlagos para o primeiro dia de Lollapalooza 2019
Fabio Tito/G1

A edição virtual do Lollapalooza começa nesta quinta (30) com transmissões dos shows de Paul McCartney, Alabama Shakes, Tove Lo e LCD Soundsystem em edições anteriores do festival.
A apresentação do Imagine Dragons no Lollapalooza Brasil em 2018 também vai ser exibida.
Além de shows antigos, o festival online vai contar com performances de H.E.R, Monsier Periné, Tom Morello e Yungblud no primeiro dia. As transmissões vão até domingo (2).
Embora a edição americana tenha sido cancelada por conta do coronavírus, o evento no Brasil foi adiado para dezembro e segue confirmado.
A transmissão vai ser feita pelo canal do festival no YouTube a partir das 19h. Veja os destaques do Lolla online por dia:
Quinta (30): Shows antigos de Paul McCartney, Imagine Dragons, Alabama Shakes, Tove Lo e LCD Soundsystem;
Sexta (31): Shows do Metallica, Kehlani, The Cure e Chance the Rapper;
Sábado (1º): Shows de Lorde, Tyler, the Creator, NGHTMRE e Ellie Goulding;
Domingo (2º): Shows de Portugal, the Man, Arcade Fire, Khalid e The Weeknd.
A programação completa das apresentações está disponível no site do Lollapalooza.
Shows só em 2022 para cofundador
Marc Geiger, um dos fundadores do Lollapalooza, falou sobre a volta dos shows ao vivo, em entrevista ao podcast do jornalista e crítico musical Bob Lefsetz.
“Em minha humilde opinião, vai ser em 2022”, afirma o empresário.
“Meu instinto é que vai demorar um pouco, porque os eventos de grande porte, esportes, shows, festivais, não vão se sair muito bem enquanto o vírus estiver presente”, continua.
“Eu sei que é frustante e economicamente devastador, mas é algo que é maior que nós”, explicou. “Se você estudar história, você vai ver que isso já aconteceu e foi super disruptivo para a sociedade da época”.
LEIA MAIS: veja lista de shows, festivais e estreias de filmes cancelados por causa da pandemia
Como o medo do coronavírus está alterando rota do pop