Livro historia ‘ondas sísmicas’ geradas por 90 discos de cantoras brasileiras do século XXI


♪ Tradicionalmente um país de cantoras, o Brasil sempre foi pátria de expressivas vozes femininas. Previsto para ser lançado em novembro, o livro Ondas sísmicas – 90 discos de cantoras brasileiras do século 21 defende que essa tradição continua forte.
Escrito por Gabriel Bernini (publicitário e pesquisador musical de 23 anos) e ilustrado por Lola Nankin, o livro pretende jogar luz – com perspectiva histórica – sobre a produção fonográfica feminina apresentada no Brasil a partir dos anos 2000.
A lista de 90 discos abordados por Bernini no livro inclui álbuns das cantoras Ana Cláudia Lomelino (Mãeana, 2015), Gaby Amarantos (Treme, 2012), Karol Conká (Batuk freak, 2013), Letrux (Em noite de climão, 2017), Lia de Itamaracá (Ciranda de ritmos, 2019) e Tulipa Ruiz (Efêmera, 2010), entre outros nomes.
A seleção do autor abarca discos de cantoras ainda com visibilidade reduzida na mídia, casos de Estela Cassilatti (Peixes = Pássaros, 2017), Flavia K (Janelas imprevisíveis, 2019) e Kika (Pra viagem, 2012).
Com 136 páginas coloridas, o livro será lançado pela editora paranaense Barbante, sediada em Curitiba (PR). Já escrito e ilustrado, Ondas sísmicas – 90 discos de cantoras brasileiras do século 21 está em fase de diagramação. Para finalizar a edição do livro, o autor promove campanha de financiamento coletivo.