‘Lightyear’ decepciona em estreia e ‘Jurassic World’ segue na liderança das bilheterias dos EUA


Filme da Pixar ficou na segunda colocação e arrecadou US$ 51 milhões. Expectativa era de ao menos US$ 70 milhões. Cena de ‘Lightyear’
Divulgação
“Lightyear”, um spinoff da Pixar do universo “Toy Story”, não chegou tão longe assim em sua estreia nas bilheterias, arrecadando apenas US$ 51 milhões (cerca de R$ 262 milhões) nos cinemas da América do Norte.
As famílias, principal público do filme, estão afastadas dos cinemas desde a Covid-19. Mas, mesmo assim, essa bilheteria é decepcionante para uma marca forte como a Pixar, casa de filmes “Os Incríveis”, “Procurando Nemo” e “Up”. É especialmente problemática porque a produção de “Lightyear” custou US$ 200 milhões (cerca de R$ 1 bilhão), além de mais dezenas de milhões em publicidade.
‘Lightyear’ mostra Pixar cada vez mais acomodada ao seguir fórmula de aventuras espaciais; g1 já viu
‘Lightyear’: Marcos Mion conta sonho de dublar herói da Pixar e que não aceitaria substituir Guilherme Briggs
Antes do fim de semana, a expectativa era de que o filme gerasse pelo menos US$ 70 milhões, mas suas ambições foram frustradas pela concorrência acirrada de “Jurassic World: Domínio”, um colosso da Universal, e “Top Gun: Maverick”, da Paramount.
Também pesou a falta de curiosidade em assistir a uma história de origem um pouco esotérica sobre Buzz Lightyear, que tem uma ligação meramente tênue aos quatro filmes da franquia popular e que as crianças adoram. Com sua decolagem hesitante, “Lightyear” aterrissou em segundo lugar, um dos raros filmes da Pixar a não conseguir liderar a bilheteria norte-americana.
“Lightyear” é o primeiro filme da Pixar na telona em mais de dois anos, desde “Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica”, em março de 2020. Durante a pandemia, três filmes da Pixar –“Soul”, “Luca” e “Red: Crescer é uma Fera”– pularam os cinemas e entraram diretamente no Disney+, o que deixou alguns analistas de bilheteria pensando se os consumidores foram treinados a ver os filmes da Pixar em casa.
Mesmo com um enorme declínio de 60%, “Jurassic World: Domínio” conseguiu vencer a bilheteria novamente. A continuação pré-histórica da Universal gerou US$ 58,6 milhões em seu segundo fim de semana, chegando a um total de US$ 259 milhões na bilheteria doméstica.
Em terceiro lugar, “Top Gun: Maverick” continua voando alto, com US$ 44 milhões na América do Norte. Esse retorno de bilheteria, com uma pequena queda de 15% em relação ao anterior, são especialmente significativos porque o filme está nos cinemas há um mês.
Marcos Mion fala sobre dublagem em ‘Lightyear’