‘Liberdade provisória’, de Henrique & Juliano, é maior hit do 1º semestre do Brasil no Spotify


Veja listas de faixas mais tocadas e rankings de artistas e gêneros. Sertanejo ainda domina, mas perdeu espaço para pop gringo. Audiência dos hits caiu pela metade no início da pandemia. Carinho entre Henrique & Juliano durante show no Rodeio de Jaguariúna
Júlio César Costa/G1
O sertanejo emplacou o maior hit e o artista mais tocado do primeiro semestre de 2020 no Brasil no Spotify. Uma análise feita pelo G1 com base nos rankings diários do serviço de streaming mostra que:
“Liberdade provisória”, de Henrique & Juliano, é o maior sucesso do período.
Na soma de todas as músicas do Top 200 diário, Marília Mendonça foi a artista mais tocada.
O sertanejo lidera, mas perdeu espaço nos últimos meses. O pop estrangeiro cresceu.
O ano começou com alta inédita de audiência. Mas no início da pandemia, a queda também foi recorde.
Dois gêneros ainda pequenos ganham espaço aos poucos: gospel e k-pop.
O G1 compilou todas as listas diárias de 200 músicas mais tocadas do país no Spotify, principal app de streaming de música hoje. A análise só considera execuções no Brasil, feitas enquanto a música estava entre as 200 mais tocadas, entre 1º de janeiro a 30 de junho.
1 – O hit do semestre
“Liberdade provisória” é a vencedora, tanto em execuções totais quanto em permanência na parada A faixa passou 79 dos 182 dias no topo – quase metade do período. O G1 já destrinchou a história da criação deste “sertanejo jurídico” em texto e podcast.
Só nove músicas chegaram a ocupar o primeiro lugar diário do ranking. As outras que passaram mais tempo foram a bachata sertaneja “A gente fez amor”, de Gusttavo Lima (56 dias) e o funk de TikTok “Na raba toma tapão”, de MC Niack e DJ Markim WF (30 dias).
As músicas que mais ficaram em primeiro lugar entre 1º de janeiro a 30 de junho de 2020 no Spotify no Brasil

O G1 também compilou as músicas que tiveram mais execuções totais no primeiro semestre. Neste quesito, “A gente fez amor” chegou até mais perto de “Liberdade provisória”.
Também se destacam faixas que não chegaram a liderar as paradas, mas foram bem na soma total de plays do semestre, como “Graveto”, de Marília Mendonça; “Sentadão”, de Pedro Sampaio e “S de Saudade”, de Luíza & Maurílio.
As músicas mais tocadas entre 1º de janeiro a 30 de junho de 2020 no Spotify no Brasil

2 – A dona da parada
Marília Mendonça
Divulgação
Somadas as execuções de todas as músicas do top 200 diário do primeiro semestre no Brasil, a artista mais tocada é Marília Mendonça, com mais de 330 milhões de execuções.
Esta soma de execuções não considera músicas em parceria em que o artista seja o convidado. Em suas tabelas, o Spotify considera apenas o intérprete principal da faixa, sem os “feats.”
Os artistas mais tocados entre 1º de janeiro a 30 de junho de 2020 no Spotify no Brasil
Arte G1
O Spotify tem um índice interno que categoriza a popularidade atual de cada artista. Este número não aparece para os usuários, mas faz parte de um grupo de informações adicionais que podem ser baixadas do serviço.
A empresa não abre o algoritmo, mas diz calcular este índice pelas audições de todas as faixa do artista, com maior peso para as execuções mais recentes.
Atualmente, há um empate de sertanejos na primeira posição brasileira. Entre os nomes menos manjados na lista estão a cantora Luisa Sonza (12º), o duo de forró de piseiro Barões da Pisadinha (14º) e o DJ de EDM Vintage Culture (15º).
Os artistas brasileiros mais populares no final do primeiro semestre de 2020 segundo algoritmo do Spotify que considera audiência com peso para execuções mais recentes

Luísa Sonza e a fantasia de ‘cena do crime’ no Bloco da Anitta
Reprodução/TV Globo
3 – Os gêneros que dominam os hits
O sertanejo e funk dominam entre os gêneros na soma dos top 200 diários no primeiro semestre. Foram mais de 2,4 bilhões de execuções de sertanejo e 1,3 bilhão do funk nas paradas.
Os estilos mais tocados no Spotify no Brasil entre 1º de janeiro a 30 de junho de 2020

Mas este domínio já foi maior. Desde 2017, o sertanejo e o funk foram tomando o espaço do pop internacional entre os estilos preferidos dos brasileiros no ranking. O primeiro semestre de 2020 foi a primeira vez em que esta tendência se inverteu.
O sertanejo continua sendo o gênero mais tocado, mas perdeu espaço. O funk se manteve quase estável, mas em patamar menor. E o pop estrangeiro, que só caía desde 2017, voltou a ganhar terreno. Veja abaixo o gráfico com a evolução de 2017 até o primeiro semestre de 2020:
A proporção entre os seis estilos mais tocados no Top 200 do Spotify no Brasil com os dados de 2017, 2018, 2019 e do primeiro semestre de 2020

4 – A audiência total da parada
A análise dos dados do Spotify desde 2017 indica que há picos de execução nas paradas durante o verão. A audiência geral das músicas top 200 sempre sobe bastante perto de janeiro.
Estes movimentos de onda no verão têm puxado um crescimento total a cada ano. Vale relembrar que os dados dizem respeito à audiência das músicas do top 200, não ao volume total do Spotify.
O primeiro semestre de 2020 seguiu esta tendência de forma exacerbada. Janeiro registrou o maior pico até hoje, chegando a quase 50 milhões de audições por dia entre as faixas do top 200.
Mas a queda em março, no início da pandemia, também foi inédita. Uma queda ao longo do primeiro semestre aconteceu nos outros anos, mas agora foi mais intensa, e pela primeira vez a audiência desceu quase à metade, de quase 50 milhões para 25 milhões por dia.
Depois disso, no entanto, a curva se estabilizou e até subiu um pouco. Veja abaixo:
Evolução da audiência das 200 músicas mais tocadas por dia no Spotify no Brasil entre janeiro de 2017 e junho de 2020
Arte G1
5 – Pequenos em crescimento
A análise do G1 também registrou o crescimento recente nas paradas de dois gêneros que, mesmo que não estejam entre os mais tocados, têm subido no gosto dos brasileiros.
Priscilla Alcântara abriu palco de musica cristã da Virada Cultural, na Sé
Fábio Tito/G1
O gospel terminou 2019 e começou 2020 mais tocado do que nunca, puxado principalmente pela música “Girassol”, de Priscilla Alcântara.
Evolução da audiência de músicas gospel entre as 200 músicas mais tocadas por dia no Spotify no Brasil entre janeiro de 2017 e junho de 2020

O k-pop ainda é o gênero menos ouvido da parada, mas o gráfico mostra sua subida pouco a pouco entre os sucessos brasileiros. O pico mais recente, em junho, foi com a música “How do you like that”, do grupo Blackpink.
Evolução da audiência de músicas de k-pop entre as 200 músicas mais tocadas por dia no Spotify no Brasil entre janeiro de 2017 e junho de 2020

O grupo de k-pop Blackpink
Reprodução/Instagram
Semana Pop: Fãs de k-pop contribuem com movimento antirracista com doações e vídeos