Lia Sophia segue a pista do DJ Lucio K entre as regravações e músicas inéditas do disco ‘Eletrocarimbó’


♪ Em 1974, quando o carimbó ainda era gênero musical ouvido quase que somente dentro das fronteiras do norte do Brasil, a cantora Eliana Pittman propagou o ritmo paraense em escala nacional ao gravar Sinhá pureza. A música de autoria do cantor e compositor paraense Aurino Quirino Gonçalves – o Pinduca, atualmente com 83 anos – estourou na voz de Eliana, virando hit nas rádios e nos programas de TV.
É essa música – regravada alguns anos atrás pelas cantoras Fernanda Takai (em 2009) e Fafá de Belém (em 2017) – que Lia Sophia rebobina no disco Eletrocarimbó. Já presente nos roteiros dos shows de Lia, Sinhá pureza abre o disco.
Composição de Sóstenes Rodrigues também já cantada por Lia em shows, Carimbó caboclo igualmente integra o repertório selecionado para o disco por essa cantora e compositora nascida na Guiana Francesa, criada em Macapá (AM), radicada em Belém (PA) aos 18 anos e atualmente residente na cidade de São Paulo (SP).
Lia Sophia
Divulgação
Com sete músicas encadeadas em oito faixas, o disco Eletrocarimbó chega ao mercado fonográfico na sexta-feira, 26 de março e é caracterizado pela artista como EP.
Entre músicas inéditas como Vem me namorar (mix de carimbó e merengue composto por Lia com Matheus VK) e O que é que ela tem? (parceria da artista com Jana Figarella, convidada da gravação), a cantora recicla sucessos autorais como Ai menina (2012) e Incendeia (2017) através de remixes produzidos pelo DJ Lucio K.
A inédita O que é que ela tem? também figura no disco em remix desse DJ baiano que está na pista desde os anos 1980, além de ser ouvida no registro fonográfico original com banda.