Letra de ‘Times They Are A-Changin’ de Bob Dylan está à venda por R$ 11,6 milhões


‘Não é um leilão. É uma venda particular. Primeiro a chegar, primeiro a pegar’, disse dono de empresa especializada em documentos e autógrafos de artistas. Cena do filme ‘Rolling Thunder Revue: A Bob Dylan Story By Martin Scorsese’
Divulgação/Netflix
O manuscrito do clássico de Bob Dylan dos anos 1960 “The Times They Are A-Changin” foi colocado à venda por US$ 2,2 milhões (cerca de R$ 11,6 milhões), o que pode marcar um recorde mundial para uma letra de música.
Gary Zimet, proprietário da empresa de Los Angeles Moments in Time, especializada em autógrafos, fotos e documentos históricos, disse no domingo que a folha de uma página com a letra da música, escrita em um caderno e com trocas e rabiscos, era originalmente do atual agente de Dylan, Jeff Rosen, e agora está sendo vendida por um colecionador particular anônimo.
“Não é um leilão. É uma venda particular. Primeiro a chegar, primeiro a pegar”, afirmou Zimet à agência de notícias Reuters.
A letra manuscrita de Dylan para “Like a Rolling Stone” alcançou um recorde mundial de US$ 2 milhões ao ser vendida em leilão pela Sotheby’s em Nova York em 2014.
“The Times They Are A-Changin'”, escrita por Dylan em 1963 e lançada no álbum de 1964 com o mesmo nome, é considerada uma das canções de protesto mais icônicas da década de 1960.
Zimet disse que também está vendendo as letras de duas outras músicas de Dylan – a faixa “Subterranean Homesick Blues”, de 1965, por US$ 1,2 milhão, e a balada de 1969 “Lay Lady Lay”, por US$ 650 mil.