Labradora dá à luz ninhada rara de dez filhotes de cores diferentes


De uma vez, Zola teve filhotes amarelos, pretos e chocolate. Para conseguir feito, criadores esperaram e estudaram por dez anos. Filhote macho, da raça labrador retriever, que foi doado para o Corpo de Bombeiros do DF
CBMDF/Divulgação
A labradora Zola deu à luz, em outubro, uma ninhada bem rara: 10 filhotes de cores diferentes. Eles nasceram totalmente pretos, chocolate ou amarelos.
LEIA TAMBÉM: Cães e gatos podem ser vegetarianos? Veterinários explicam
A cachorrinha de quatro anos é cuidada por um casal que é dono de uma fazenda de reprodução de labradores. Tina Davis, 62, e seu marido Martin Davis, 63, começaram a criar labradores em 2006.
Filhote fêmea, da raça labrador retriever que foi doada para o Corpo de Bombeiros do DF
CMDF/Divulgação
Então, decidiram misturar o DNA dos cães para produzir uma ninhada com filhotes das três cores. Eles cruzaram Zola com Rocks, um labrador de três anos criado para carregar os três genes de cores.
10 anos de estudos e espera
Os donos levaram mais de dez anos para combinar os genes corretos tanto nos machos quanto nas fêmeas para que a rara ninhada pudesse acontecer. Sempre que cruzavam seus cachorros, eles torciam para que aquela fosse a premiada. Desta vez, Zola foi a sorteada e teve: dois amarelos, três chocolate e cinco pretos.
“Planejamos produzir um menino e uma menina capazes de dar as três cores desde o dia em que começamos a procriar, e agora finalmente conseguimos. Apenas um pequeno número de labradores tem predisposição genética para produzir as três cores”, disse Tina Davis a uma agência de notícias.
“Os labradores costumam ser portadores de muitos problemas genéticos, então não se trata apenas das cores; você precisa ter certeza de que está produzindo um filhote saudável também”, disse a criadora.