Koenigsegg Jesko tem motor V8 biturbo flex de 1.600 cavalos


A transmissão também promete revolucionar o mercado com trocas de marcha quase que “na velocidade da luz”. Koenigsegg Jesko
Divulgação/Koenigsegg
O Koenigsegg Jesko chegou para, finalmente, ocupar o trono deixado pelo Agera. Com nome inspirado no pai do fundador da marca, o hiperesportivo apresentado no Salão de Genebra tem motor flex de até 1.600 cavalos de potência.
É o já conhecido 5.0 V8 biturbo de seu antecessor, mas com algumas alterações, como o compressor elétrico que reduz o tempo de resposta do turbo para eliminar o famoso “lag”, turbinas maiores, controle de pressão e injeção de combustível otimizados e o virabrequim a 180 graus.
Com isso, ele pode ser abastecido a gasolina ou com E85 (composto por 85% de etanol). Com gasolina, o motor entrega 1.280 cavalos de potência, enquanto com o E85 são 1.600 cv.
Koenigsegg Jesko
Divulgação/Koenigsegg
Números impressionantes também chegam do torque, de 153 kgfm a 5.100 rpm. Mas não é só isso: entre 2.700 e 6.170 rpm, o Jesko pode entregar ainda 102 kgfm de torque extras. Tempos de aceleração não foram divulgados.
A marca promete revolução também na transmissão, a Light Speed Transmission, de 9 marchas, que como o nome sugere, diz fazer trocas de marcha “quase na velocidade da luz” por ter múltiplas embreagens que eliminam o tempo perdido entre a sincronização de marchas.
De acordo com a Koenigsegg, as trocas são feitas de forma extremamente rápidas mesmo que as marchas desejadas não estejam em sequência. Por exemplo: é possível ir da 7ª para a 4ª marcha de maneira imperceptível.
Koenigsegg Jesko
Divulgação/Koenigsegg