Kleber Mendonça Filho é escolhido para integrar júri do Festival de Berlim


Diretor brasileiro integrará equipe de sete cineastas Cineasta pernambucano Kleber Mendonça Filho
Curta Brasília/Divulgação
Kleber Mendonça Filho foi escolhido para integrar o júri do Festival de Berlim, anunciou a organização do festival nesta terça-feira (4).
O pernambucano vai fazer parte da equipe composta por sete cineastas: Jeremy Irons (ator britânico), Bérénice Bejo (atriz franco-argentina), Bettina Brokemper (produtora alemã), Annemarie Jacir (produtora palestina), Kenneth Lonergan (roteirista americano), Luca Marinelli (ator italiano) e Kleber Mendonça Filho.
Initial plugin text
Brasil na Berlinale
O filme brasileiro “Todos os mortos” foi selecionado para competir pelo Urso de ouro no Festival de Berlim de 2020. O longa de Caetano Gotardo e Marco Dutra é uma coprodução com a França.
“Todos os mortos” conta a história de uma família em declínio no fim do século 19, narrada por três mulheres. Ele concorre com outros 17 filmes de 17 nacionalidades diferentes.
Outros três filmes brasileiros foram selecionados para a edição de 2020 do festival:
“Meu nome é Bagdá”, da diretora Caru Alves Souza, passará na mostra Generation, dedicada a retratar a realidade de jovens ao redor do mundo. O filme mostra a história de adolescentes skatistas em São Paulo.
“Cidade pássaro”, coprodução entre Brasil e França, foi selecionado para a mostra Panorama. Dirigido por Matias Mariani, ele acompanha a história de um músico nigeriano que vai a São Paulo em busca do irmão mais velho.
O terceiro estará na seleção Forum Expanded. “Apiyemiyekî”, coprodução com França e Holanda, é dirigido pela brasileira Ana Vaz.