Kevin O Chris se une aos MCs Marks e Nathan para afirmar orgulho de ser funkeiro


♪ Kevin O Chris vem de Caxias (RJ), município da Baixada Fluminense. MC Marks nasceu Paulo Andre Marques nas quebradas de Americanópolis, periferia da cidade de São Paulo (SP).
Seja no Rio de Janeiro ou em São Paulo, funkeiros sentem na pele a marginalização social que discrimina o funk como gênero musical e os músicos oriundos de comunidades pobres.
Foi para tentar combater essas injustiças sociais que Kevin O Chris se uniu com MC Marks e com MC Nathan para a criação e gravação da música Funkeiro sim, apresentada em single lançado nesta quinta-feira, 3 de setembro.
Formatada com combinação de sonoridades do funk e do trap, a inédita música entra em rotação simultaneamente em single (via ONErpm) e em clipe dirigido por Gabriel Teixeira.
Capa do single ‘Funkeiro sim’, de Kevin O Chris com MC Marks e com MC Nathan
Divulgação
A intenção do trio é de que o single Funkeiro sim ajude a desconstruir a visão estereotipada e negativa das favelas, ainda apontadas preconceituosamente por parte da sociedade como polos de criminalidade.
No single, Kevin, Marks e Nathan afirmam o orgulho de serem funkeiros – “Músico, funkeiro sim / Melhorou tempos ruins / Meu Senhor me ajudou / Aonde eu vou, não estou sozinho”, dizem alguns versos da letra de Funkeiro sim – com a esperança de que as comunidades sejam vistas como espaços de resistência e de criatividade artística.
O argumento legítimo dos artistas é o de que a violência existente nas favelas é reflexo da ausência de políticas públicas e também da própria violência entranhada na propagação da visão preconceituosa desses espaços por parcela da sociedade.