Kanye West diz que teve Covid-19 em fevereiro e reitera candidatura à presidência dos Estados Unidos


Rapper teve calafrios e tremedeira. Em entrevista à revista ‘Forbes’, americano retirou apoio a Trump e disse que não sabe por qual partido vai se candidatar. Kanye West participa do MTV Video Music Awards, em Nova York, em foto de 28 de agosto de 2016
Chris Pizzello/Invision/AP
O rapper Kanye West revelou que teve Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, em fevereiro. Em entrevista à revista “Forbes” publicada nesta quarta (8), o americano revelou que ficou de cama e assistiu a vídeos para saber lidar com a doença.
“[Tive] calafrios, tremedeira na cama, tomei banho quente, vi vídeos que me diziam o que fazer para superar aquilo. Lembro que alguém me disse que Drake tinha o coronavírus e minha resposta foi que Drake não pode estar mais doente do que eu!”
Kanye também disse que vai concorrer à presidência dos Estados Unidos este ano com orientação de Elon Musk e que já escolheu o candidato a vice. Assim, o músico retirou o apoio ao presidente Donald Trump. “Estou tirando o chapéu vermelho com esta entrevista”, disse em referência ao Partido Republicano.
Kanye West usa boné com frase símbolo da campanha de Trump durante encontro com presidente dos EUA no Salão Oval da Casa Branca
AP Photo/Evan Vucci
“Eu concorreria como republicano se Trump não estivesse lá. Vou concorrer como independente se Trump estiver”, disse.