Jovem é preso por agressão e dirigir embriagado na UFJF em Juiz de Fora

Segundo a PM, o suspeito agrediu a namorada, um amigo e ainda tentou atropelar um vigilante da instituição.  Um jovem de 22 anos foi detido pela Polícia Militar (PM) nesta sexta-feira (30) por dirigir em alta velocidade sob efeito de álcool e agredir pelo menos duas pessoas no campus da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).
Segundo a polícia, o rapaz apresentava muita agressividade e foi contido pelos vigilantes da instituição até a chegada dos policiais. Há suspeita de que ele também tenha usado drogas. O G1 entrou em contato com a assessoria da UFJF e aguarda retorno.
Agressões
O supervisor dos vigilantes relatou à PM que se deparou com o carro parado próximo ao trevo da Faculdade de Pedagogia e percebeu que estava ocorrendo uma confusão no interior do veículo entre o suspeito, a namorada dele, de 20 anos, e um amigo do casal, de 25 anos. Enquanto acionava os outros vigilantes, os integrantes saíram do carro, mas a briga continuou.
De acordo com o supervisor, o suspeito começou a agredir a namorada com empurrões, agarrões e mordidas, momento em que o amigo do casal tentou intervir dando um soco no rosto do jovem que, ao perceber a chegada dos vigilantes, entrou no carro e saiu em alta velocidade, deixando os demais ocupantes para trás.
Ainda segundo contou o supervisor à PM, foram fechados os acessos ao campus e as viaturas dos vigilantes iniciaram a perseguição com o intuito de deter o suspeito. Em dado momento, o jovem tentou, sem sucesso, atropelar um vigilante que participava a pé do cerco. Quando percebeu que estava cercado, o suspeito deu um “cavalo de pau” e parou o carro.
Os vigilantes o retiraram do carro e, devido à agressividade apresentada por ele, fizeram uso de força física para detê-lo até a chegada dos policiais. Enquanto aguardavam a chegada da PM, os vigilantes disseram que o suspeito gritava que o pai era rico e influente e que havia consumido álcool, cocaína e ecstasy.
O veículo, que pertencia à mãe da namorada, foi liberado para a jovem, que afirmou em depoimento que ele pegou o carro à força. O suspeito, que não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH), foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil para as demais providências. O teste do bafômetro confirmou que o suspeito havia consumido bebida alcoólica.

Powered by WPeMatico