Jorge Aragão sai com ‘Verdadeiro bloco’, samba para o Carnaval


Com coerência ideológica, mas sem empolgar, artista toma o partido do povo na letra da composição inédita. Capa do single ‘Verdadeiro bloco’, de Jorge Aragão
Divulgação
Resenha de single
Título: Verdadeiro bloco
Artista: Jorge Aragão
Compositor: Jorge Aragão
Gravadora: Edição independente do artista distribuída via ONErpm
Cotação: * * 1/2
♪ Beth Carvalho (1946 – 2019) animou muitos Carnavais no salões e nas ruas ao som de sambas compostos por Jorge Aragão com espírito folião. Dois – Suor no rosto (Jorge Aragão, Dida e Nilton Barros, 1983) e Toque de malícia (Jorge Aragão, 1984) – batizaram inclusive álbuns da cantora.
Samba inédito do compositor carioca, Verdadeiro bloco sai nesta sexta-feira, 31 de janeiro, em single candidato a hit do Carnaval de 2020.
Apesar de botar novamente o bloco na rua com a coerência ideológica de quem sempre tomou partido do povo brasileiro, Aragão aparentemente não vai conseguir animar a folia com Verdadeiro bloco, samba aquém do histórico do artista como compositor.
Arranjado nos moldes das gravações carnavalescas do repertório de Beth, o samba está sendo lançado três meses após o cantor ter renovado o repertório em 25 outubro com a edição do single A possibilidade, que apresentou o primeiro samba inédito de Aragão na voz do autor em 12 anos (no caso, uma parceria com Xande de Pilares).
“Se mandar tocar, não toco / Nada de dizer no pé / Nóis aqui não passa fome / Não falta mulher nem homem / Não é não, de quem vier / Mas se continua a fome / Se respeita o homem do homem / E a mulher de outra mulher”, avisa Aragão no novo samba, seguindo o bloco da paz e da defesa da liberdade sexual, um dos assuntos da letra de teor político.
Mesmo quando brinca o Carnaval, Jorge Aragão fala sério.