Johnny Depp é homenageado no festival de San Sebastián


Decisão gerou polêmica, porque o ator americano se viu envolvido em um caso de violência conjugal que o levou aos tribunais e abalou sua imagem. Ator Johnny Depp durante chegada à Suprema Corte de Londres
REUTERS/John Sibley
O Festival de Cinema de San Sebastián presta homenagem nesta quarta-feira (22) à carreira multifacetada de Johnny Depp, com a entrega do Prêmio Donostia, uma decisão que gerou polêmica porque o ator americano se viu envolvido em um caso de violência conjugal que o levou aos tribunais e abalou sua imagem.
O astro de Hollywood, de 58 anos, é “um dos atores mais talentosos e versáteis da cinematografia contemporânea”, com quase 100 filmes no currículo, destacou a organização do festival na cidade do norte da Espanha.
Indicado três vezes ao Oscar, Depp, que interpretou todo tipo de personagens, principalmente desajustados, como Edward Mãos de Tesoura, o capitão pirata Jack Sparrow ou o excêntrico cineasta Ed Wood, receberá o troféu em uma cerimônia às 22h locais (17h de Brasília).
Três momentos da carreira de Johnny Depp
Editoria de Arte/G1
Mas a entrega do prêmio, que já celebrou em outras edições do festival, artistas como Al Pacino, Isabelle Huppert ou Woody Allen, provocou críticas de associações de mulheres cineastas devido aos problemas judiciais de Depp.
O ator processou o tabloide sensacionalista britânico The Sun por tê-lo apresentado em 2018 como um “agressor de esposas”, em referência a sua ex-mulher, a atriz Amber Heard, de 34 anos.
Depp perdeu o processo, depois que o juiz considerou que “a grande maioria das supostas agressões foram comprovadas”.
Johnny Depp lança o quinto ‘Piratas do Caribe’ em Paris
Divulgação/Disney
O julgamento também revelou os excessos do ator com as drogas e seu extravagante estilo de vida, o que prejudicou sua imagem.
Depp teve que desistir, por exemplo, do papel de vilão no novo filme da série “Animais Fantásticos”, derivada do universo de Harry Potter.
Em 2016, Depp e Amber Heard se divorciaram em um conturbado processo que resultou em acusações de abusos físicos, que a atriz retirou depois de receber uma quantia milionária.
“Que mensagem deseja passar a direção do Festival de San Sebastián? (…) Que as acusações de uma mulher não são confiáveis? (…) Que a arte está acima do bem e do mal?”, questionou a Associação de Mulheres Cineastas e de Meios Audiovisuais (CIMA), uma das vozes crítica à homenagem.
Mas o festival se defendeu e fez um alerta contra o “linchamento nas redes sociais”.
“Depp não foi detido, não foi acusado no tribunal nem condenado por maus-tratos, (então) quando alguém diz que ele é um agressor, esta pessoa está fazendo juízos de valor que vão além daqueles dos juízes”, declarou o diretor do festival, José Luis Rebordinos.