John Lennon é lembrado por Beatles, familiares e fãs 40 anos após assassinato


‘Depois de 40 anos, Sean, Julian e eu ainda sentimos saudades dele’, escreveu Yoko Ono. Cantor foi baleado quando voltava para casa em 1980. Fãs fazem homenagens a John Lennon no Central Park, em Nova York, no aniversário de 40 anos da morte do cantor
Carlo Allegri/Reuters
A esposa e o filho de John Lennon, seu ex-colegas dos Beatles e fãs prestaram homenagem a um dos cantores e compositores mais reverenciados do mundo nesta terça-feira (8), exatamente 40 anos após seu assassinato em Nova York.
STORIES: 40 anos da morte de John Lennon
‘Eu estava lá quando ele morreu’
O cofundador do grupo de Liverpool, na Inglaterra, havia comemorado o 40º aniversário no dia 9 de outubro de 1980, e teria feito 80 anos em 2020.
Mark David Chapman, um psicótico do Havaí, baleou Lennon quatro vezes à queima-roupa no dia 8 de dezembro de 1980 para “se autoglorificar”.
O músico voltava para casa, no Dakota Apartments do Central Park, com a esposa, Yoko Ono, e morreu a caminho do hospital.
Paul McCartney, parceiro de composições de Lennon, tuitou nesta terça-feira que é “um dia muito, muito triste, mas lembrando do meu amigo John com a grande alegria que ele trouxe ao mundo”.
Initial plugin text
Ringo Starr, o outro membro sobrevivente dos Beatles, disse: “Estou pedindo a todas as estações de rádio de música do mundo para tocarem ‘Strawberry Fields Forever’ em algum momento hoje. Paz e amor.”
Initial plugin text
Os Beatles lançaram “Strawberry Fields Forever”, de autoria de Lennon, em 1966. Em uma área do Central Park batizada com o título da canção de sucesso e decorada por Yoko em sua homenagem, fãs se reuniram nesta terça-feira para depositar flores e fotos
No Twitter, Yoko pediu paz e uma reforma da lei de porte de armas.
“A morte de um ente querido é uma experiência avassaladora”, tuitou Yoko. “Depois de 40 anos, Sean, Julian e eu ainda sentimos saudades dele”, disse.
“‘Imagine all the people living life in peace'”, acrescentou, citando a letra da canção “Imagine”.
Initial plugin text
Ela ainda tuitou a foto que tirou dos óculos ensanguentados de Lennon com a mensagem: “Mais de 1.436.000 pessoas foram mortas por armas nos EUA desde que John Lennon foi morto a tiros no dia 8 de dezembro de 1980.”