Joaquin Phoenix ganha o Oscar 2020 de Melhor Ator por ‘Coringa’


Ator ganhou seu primeiro Oscar ao interpretar vilão dos quadrinhos. Joaquin Phoenix no tapete vermelho do Oscar 2020
Jordan Strauss/Invision/AP
Joaquin Phoenix ganhou seu primeiro Oscar neste domingo (9), como melhor ator, por seu trabalho como o vilão dos quadrinhos que dá o título a “Coringa”. Essa foi a quarta indicação em sua carreira.
Ele era o grande favorito da categoria, após vencer prêmios do Sindicato dos Atores, o Globo de Ouro e o Bafta.
Joaquin Rafael Bottom tem 45 anos e nasceu em San Juan, em Porto Rico. Irmão dos também atores River, Phoenix, Liberty e Summer Phoenix, ele se mudou para Los Angeles aos seis anos.
O primeiro papel foi em uma série de TV que tinha o irmão Rivers (morto em 1993) no elenco. Joaquin conseguiu uma participação em “Seven Brides for Seven Brothers”, em 1982.
No cinema, a estreia veio em “SpaceCamp: Aventura no Espaço” (1986), seguido pelo drama “Corrida Contra o Tempo” (1987) e pela comédia “O Tiro que não Saiu pela Culatra” (1989).
O papel de mais destaque veio apenas em 1995, em “Um Sonho sem Limites” (1995), com Nicole Kidman e direção de Gus Van Sant. Na sequência, atuou em “Círculo de Paixões” (1997). Foi quando conheceu sua noiva Liv Tyler, com quem ficou por três anos.
Mas foi “Gladiador”, de 2000, o filme que confirmou Phoenix como um grande ator da nova geração. Sua atuação como Commodus no épico de Ridley Scott rendeu sua primeira indicação ao Oscar, como ator coadjuvante.
Antes de vencer, ele voltaria a ser indicado outras duas vezes como Melhor Ator, por “Johnny & June” (na pele de Johnny Cash) e “O Mestre” (2012).