Itália bloqueia entrada de turistas de 13 países, incluindo o Brasil


No fim de junho, a União Europeia havia autorizado a entrada de viajantes de 15 países; Fronteiras estão se reabrindo para estimular o setor aéreo e os destinos turísticos. 3 de junho – Funcionário verifica a temperatura corporal dos passageiros na Estação Ferroviária Central, em Milão, na Itália
Claudio Furlan/La Presse/Dia Esportivo/Estadão Conteúdo
O ministro da Saúde da Itália, Roberto Speranza, disse nesta quinta-feira (9) que o país proibirá a entrada de viajantes que estiveram nas últimas duas semanas em treze países, incluindo o Brasil.
Os países com restrição de viagem para a Itália são:
Armênia
Baharian
Bangladesh
Brasil
Bósnia Herzegovina
Chile
Macedônia
Moldávia
Omã
Panamá
Peru
Kuwait
República Dominicana.
“Para todos os outros países fora da União Europeia, e extra Shenghen, continuam a ser obrigados a respeitar uma quarentena”, escreveu Speranza em uma rede social. “A epidemia global está em sua fase mais aguda. Não podemos anular nossos sacrifícios feitos nos últimos meses.”
Reportagem em atualização.