Irmão lamenta morte de piloto de avião que caiu com Marília Mendonça: ‘Ele era a pedra central da nossa família’


Geraldo Martins Júnior era natural de Floriano, Sul do Piauí, mas morava em Brasília, no Distrito Federal. Ele deixou a esposa e três filhos. Irmão lamenta perda do piloto morto em avião que caiu com Marília Mendonça
Helder Drumond, irmão do piloto Geraldo Martins de Medeiros Júnior, que morreu na mesma queda de avião que também matou a cantora Marília Mendonça, na tarde de sexta-feira (5), relatou que ainda não acredita no que aconteceu.
O homem, de 53 anos, contou que Geraldo era seu irmão mais velho e que ele ajudava sua mãe a cuidar da família. “Toda a confiança da família era ele. Ele era a pedra central, porque era quem resolvia as coisas de casa, era o mais responsável. A ele que mamãe dava todo o voto de confiança”, disse.
Compartilhe esta notícia no WhatsApp
Compartilhe esta notícia no Telegram
“Um irmão querido, companheiro, responsável, alegre. Em mim a ficha ainda não caiu. Não estou acreditando até agora que perdi meu irmão”, completou Helder.
Neste sábado (6), Helder viajou para Brasília, para o velório e sepultamento do irmão. A mãe deles estavam em viagem, no Ceará, quando soube da notícia e também viajou para o DF. Ainda não há informação sobre horário e local das cerimônias.
Geraldo Medeiros Júnior era o piloto da aeronave que caiu com a cantora Marília Mendonça
Reprodução/Facebook
Além de Geraldo e Marília, outras três pessoas morreram após a queda da aeronave de pequeno porte perto de uma cachoeira na serra de Caratinga, interior de Minas Gerais.
LEIA TAMBÉM:
FOTOS: relembre a carreira de Marília Mendonça
CARREIRA: Marília Mendonça cantou ‘sofrência’ empoderada
REPERCUSSÃO: famosos lamentam
REDE SOCIAL: há dois anos, cantora fez post sobre não gostar de avião
O acidente
Marília Mendonça estava em avião de pequeno porte que caiu no interior de Minas Gerais
Um representante da Polícia Militar no local informou: “Infelizmente, em que pesem todos os esforços no local, de difícil acesso, a informação que se tem, repassada pelo médico, é que as cinco pessoas que estavam na aeronave vieram a óbito. Continuam os trabalhos”.
A aeronave era um bimotor Beech Aircraft, da PEC Táxi Aéreo, de Goiás, prefixo PT-ONJ, com capacidade para seis passageiros. Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o avião está em situação regular e tem autorização para fazer táxi aéreo.
Avião com cantora Marília Mendonça cai em Minas Gerais
Reprodução
Até a última atualização desta reportagem, não havia informações sobre o motivo da queda. A Aeronáutica deve apurar as causas do acidente. Investigadores foram enviados ao local.
A Polícia Civil de Minas Gerais disse que enviou equipes de perícia criminal, investigadores e delegados ao local.
Initial plugin text
Confira as últimas notícias do g1 Piauí
VÍDEOS: Assista às notícias mais vistas da Rede Clube