Irmã de Céline Dion explica espasmos musculares e doença da cantora: ‘Nada sério’


‘O que acontece com ela é doloroso, mas não há nada de sério, caso contrário ela teria me dito’, afirmou Claudette em entrevista à revista francesa ‘Paris Match’. Céline Dion cantou o hit “My Heart Will Go On”, em celebração dos 20 anos anos do filme “Titanic”
Chris Pizzello/Invision/AP
Depois do adiamento de uma temporada em Las Vegas, a irmã de Céline Dion falou sobre os espasmos musculares que afetam a cantora em entrevista à revista francesa “Paris Match”.
Segundo Claudette, o problema não é com as cordas vocais, mas com “todos os músculos” da artista de 53 anos.
“O que acontece com ela é doloroso, mas não há nada de sério, caso contrário ela teria me dito: a Céline não hesita em se abrir e pedir conselhos quando algo está errado”.
“Ela está muito bem cercada pelos membros da nossa família, e antes de tudo pela nossa irmã Linda”, continua.
Sempre reservada, a irmã também aproveitou a oportunidade para dizer que o adiamento do novo show “não é um capricho”.
“É sempre a mesma coisa: ela é terrivelmente exigente consigo mesma. Mas seu corpo disse ‘pare’. Ela tem 53 anos. A pré-menopausa, as alterações hormonais que acontecem, não adianta…”
“Costumo pedir para que ela pegue leve consigo mesma. Sei que ela é muito disciplinada e cuidadosa, mas o corpo também tem suas peculiaridades. Que bom que ela escutou [o corpo]”.
Espasmos musculares causaram adiamento
A vencedora do Grammy estava agendada para se apresentar no recém-construído Resorts World Theatre em novembro, janeiro e fevereiro, mas anunciou que a programação foi adiada em outubro.
“Estou com o coração partido por isso. Minha equipe e eu temos trabalhado em nosso novo espetáculo nos últimos oito meses, e não poder estrear em novembro me entristece além das palavras”.
Initial plugin text
“Agora, tenho que me concentrar em melhorar (…) Quero superar isso o mais rápido possível”, acrescentou a cantora.
Em um comunicado, Dion disse que tem “experimentado espasmos musculares severos e persistentes que a impedem de agir”.
Ela informou que seus médicos estão avaliando-a e tratando. Mas enquanto isso, seus sintomas “a proíbem de participar dos ensaios para o novo show”.
Sua turnê “Courage World Tour”, a primeira sem o marido-empresário René Angelil, que morreu de câncer em 2016, deve ser retomada em março.
Vídeos: Saiba tudo sobre música e entretenimento com o Semana Pop