IPCA-15: preço de passagens aéreas dispara 34% em outubro


Em 12 meses, alta é de 50,36%. Já os pacotes turísticos acumulam avanço de 17,02%. Prévia da inflação oficial ficou em 1,20% em outubro e atingiu 10,34% em 12 meses. Os preços das passagens aéreas dispararam 34,35% em outubro, na comparação com setembro, segundo os dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que é uma prévia da inflação oficial do país, divulgados nesta terça-feira (26) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
O IPCA-15 acelerou a alta para 1,20% em outubro, após ter registrado taxa de 1,14% em setembro, e passou a acumular avanço de 10,34% em 12 meses.
A alta de 34,35% nas passagens aéreas contribuiu com 0,16 ponto percentual para o resultado da prévia da inflação do mês e representou o maior impacto no grupo dos Transportes (2,06%), que registrou o maio avanço mensal entre os 9 grupos de produtos e serviços pesquisados pelo IBGE.
No acumulado no ano, as passagens aéreas registram alta de 13,26%. Em 12 meses, o aumento chegou a 50,36%.
Passagens para o exterior ainda estão mais baratas que em 2019, mas voos domésticos estão mais caros
4 motivos para disparada de preço dos combustíveis
Entenda os efeitos da inflação de dois dígitos na economia e na sua vida
Segundo o IBGE, houve aumento no preço das passagens em todas as regiões, sendo a menor delas em Goiânia (11,56%) e a maior em Recife (47,52%).
Veja abaixo os 10 itens com maior alta no mês:
passagem aérea: 34,35%
tomate: 23,15%
mamão: 19,79%
tangerina: 18,94%
laranja-lima: 16,42%
laranja-pera: 12,66%
transporte por aplicativo: 11,60%
batata-doce: 11,39%
banana-maçã: 9,85%
pera: 8,86%
O que explica a alta
O encarecimento das passagens aéreas ocorre em meio ao avanço da vacinação, aumento da demanda e oferta ainda limitada, mas é explicado pela alta nos preços do querosene de aviação, que é um dos principais custos das companhias aéreas.
Preços de passagens aéreas em alta: querosene de aviação é um dos principais custos das companhias aéreas
Já a passagem de ônibus interestadual teve alta de 0,62% em outubro e em 12 meses acumula deflação de 0,09%.
Pacotes turísticos têm alta abaixo da inflação no ano
Os pacotes turísticos subiram 3,69% em outubro. No acumulado no ano, a alta é de 7,91% – abaixo da taxa de inflação do país. Em 12 meses, o avanço é de 17,02%.
A demanda por atividades turísticas têm crescido, mas o segmento ainda se encontra cerca de 20% abaixo do patamar pré-pandemia, de fevereiro do ano passado, segundo a última pesquisa setorial do IBGE.
IPCA-15, prévia da inflação oficial (variação mensal)
Economia G1
O IPCA-15 é uma prévia do IPCA, calculado com base em uma cesta de consumo típica das famílias com rendimento entre um e 40 salários mínimos, abrangendo nove regiões metropolitanas, além de Brasília e do município de Goiânia. A diferença em relação ao IPCA está no período de coleta e na abrangência geográfica.