Inep exonera Camilo Mussi, diretor de tecnologia que participou da organização do 1º Enem digital


Entra no lugar Daniel Miranda Pontes Rogério, que ocupou cargos no Ministério da Economia, das Comunicações e no próprio MEC. Camilo Mussi, que ocupava o cargo de diretor de tecnologia no Inep
Reila Maria/Câmara dos Deputados
Foi publicada na quinta (8) a exoneração de Camilo Mussi da diretoria de Tecnologia e Disseminação de Informações Educacionais no Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), que organiza o Enem.
No lugar foi nomeado Danilo Miranda Pontes Rogério, que ocupou diversos cargos relacionados à tecnologia da informação no governo em ministérios como Economia, Comunicações e no próprio Ministério da Educação.
Mussi estava na instituição desde 2016, quando Michel Temer era presidente interino. Ele participou da organização da primeira versão do Enem digital da história e chegou a ser presidente-substituto do Inep.
Há pouco mais de um mês, a autarquia destacou nas redes um prêmio recebido por Mussi.
Initial plugin text
A primeira experiência de um Enem digital, que tem prazo de 5 anos para atingir 100% dos estudantes, teve menos de 30 mil participantes e problemas técnicos que deixaram candidatos sem prova em alguns locais. A abstenção foi de 68% entre os 96 mil candidatos confirmados.
Neste ano, também foi exonerado Alexandre Lopes do cargo de presidente do Inep. Foi nomeado Danilo Dupas Ribeiro para a vaga.
VÍDEOS: Educação