Indigenistas dizem que aparição de isolados aumentou por causa de desmatamento


Além da invasão de garimpeiros e grileiros, a preocupação dos indigenistas com os povos tradicionalmente isolados é a chegada da Covid-19. Indigenistas dizem que aparição de índios isolados aumentou por causa de desmatamento
A morte do indigenista Rieli Franciscato, ocorrida na quarta-feira (9) após ele ser atingido no tórax por uma flecha, chamou a atenção para o problema do deslocamento forçado de povos indígenas que até então viviam em completo isolamento na mata.
Por causa das queimadas, do desmatamento ilegal e de ações de invasores (madeireiros e garimpeiros), algumas destas tribos se veem forçadas a se aproximar de áreas povoadas.
Em busca de alimentos, índios isolados fazem contato em aldeia no AC: ‘Parente bom, não mexe com a gente’, diz cacique
Para a organização Observatório dos Direitos Humanos dos Povos Indígenas Isolados, o principal problema do deslocamento forçado dos indígenas isolados neste momento é a contaminação pela Covid-19. Apesar de estarem protegidos pela legislação, 18 grupos isolados vivem nas terras indígenas mais devastadas nos últimos dez anos no Brasil.
Maior população de isolados do mundo
O Brasil tem pelo menos 28 grupos indígenas que vivem no Norte e Nordeste sem contato com ninguém de fora, segundo o banco de registros da Fundação Nacional do Índio (Funai). Indigenistas estimam que esta é a maior população isolada do mundo, com ao menos mil brasileiros vivendo nesta condição.
Mortes de indígenas idosos por Covid-19 colocam em risco línguas e festas tradicionais que não podem ser resgatadas
1,8 mil indígenas são infectados por Covid-19 em 78 povos no Brasil, diz organização
O trabalho do indigenista Rieli era justamente tentar conscientizar a população sobre a importância da preservação da reserva Uru-Eu-Wau-Wau, em Rondônia, onde foi atingido por uma flecha, para que os povos continuassem no interior da mata.
No momento em que foi morto, Rieli fazia uma expedição pelo território Uru-Eu-Wau-Wau para entender o motivo de os indígenas circularem do interior da reserva isolada para áreas afastadas do núcleo.
Coordenador da Funai morre após levar flechada no tórax em Seringueiras, Rondônia
O grupo que disparou a flecha contra o indigenista é formado por 5 indígenas, segundo testemunhas. Eles são identificados como Isolados do Cautário (nome de um rio da região). Não se sabe o total de pessoas que compõem esse povo indígena.
As comunidades indígenas isoladas na floresta amazônica sobrevivem exclusivamente dos recursos naturais e não têm contato com ninguém de fora.
Placa da Funai foi encontrada pelos indígenas com marca de tiros.
Divulgação/Uru-eu-wau-wau