Incêndios perto de Chernobyl tornam ar de Kiev o mais poluído do mundo


Os incêndios e a poluição não provocaram nenhum risco novo de radiação; Incêndios florestais também foram registrados na região vizinha de Jitomir. Bombeiros tentam extinguir um incêndio na zona de exclusão ao redor da usina nuclear de Chernobyl, na região de Kiev
Serviços de Emergência da Ucrânia/Divulgação/Via Reuters
Incêndios nos arredores da antiga usina nuclear de Chernobyl e em outros locais fizeram a poluição atmosférica da capital ucraniana, Kiev, atingir os piores níveis do mundo nesta sexta-feira (17), dando aos moradores mais um motivo para ficar em casa em meio ao isolamento do coronavírus.
De acordo com o serviço de monitoramento suíço IQAir, Kiev teve o maior índice de contaminação atmosférica de grandes cidades globais, ficando à frente das chinesas Hangzhou, Chongqing e Xangai.
VEJA TAMBÉM: Governo ucraniano diz que incêndio está controlado
Os incêndios e a poluição não provocaram nenhum risco novo de radiação, segundo o Ministério da Saúde da Ucrânia, apesar de o desastre de 1986 em Chernobyl ter dispersado nuvens de material nuclear pela maior parte da Europa.
“Neblina e fumaça se formaram em Kiev e na região de Kiev. Isso não cria uma ameaça química ou radiológica, a radiação de fundo está dentro dos limites normais” – comunicad do Ministério da Saúde da Ucrânia.
Mas os cerca de 3,7 milhões de habitantes da cidade foram exortados a ficar em casa –onde a maioria já está devido às restrições concebidas para conter o coronavírus– e a fechar as janelas.
“Esta fumaça pode causar dores de cabeça, tosse, dificuldade respiratória, irritação ocular, inflamação da mucosa do nariz e da laringe e uma série de doenças e alergias”, acrescentou o ministério.
A polícia disse que um incêndio enorme foi iniciado propositalmente nas florestas ao redor de Chernobyl no início deste mês. Ele foi apagado nesta semana, mas novas chamas irromperam na noite de quinta-feira, atiçadas por ventos fortes.
Incêndios florestais também foram registrados na região vizinha de Jitomir, destruindo algumas casas e provocando um acidente automobilístico que matou várias pessoas.
Nesta sexta-feira, o serviço estatal de emergências disse não haver nenhum incêndio ativo ao redor da área da estação de Chernobyl ou em Jitomir, embora alguma vegetação seca ainda esteja queimando em fogo baixo.
A usina de Chernobyl e a cidade vizinha abandonada de Pripyat se tornaram atrações turísticas, especialmente desde que uma minissérie de televisão norte-americana sobre o incidente foi exibida no ano passado. Atualmente o local está fechado devido ao isolamento nacional.