Humberto Effe retoma discografia solo após 25 anos com ‘A vontade e o medo’


Vocalista do grupo carioca Picassos Falsos, cantor lança single com produção musical do guitarrista JR Tostoi. ♪ Em atividade desde 1985 como vocalista e compositor da banda carioca Picassos Falsos, Humberto Effe deu início à carreira solo nos anos 1990, década em que o grupo permaneceu fora de cena.
Em 1995, o cantor e compositor carioca lançou o primeiro álbum solo, Humberto Effe. Mas jamais deu continuidade à discografia solo após esse álbum autoral. Até porque, a partir de 2001, a banda Picassos Falsos voltou paulatinamente à cena e gravou disco.
Single lançado nesta sexta-feira, 14 de agosto, A vontade e o medo é o primeiro disco solo de Humberto Effe em 25 anos. Ao longo desses 25 anos, o compositor abriu parcerias com nomes como Dado Villa-Lobos, Roberto Frejat e Samuel Rosa, mas nunca deu voz às próprias criações fora da discografia do grupo Picassos Falsos.
Capa do single ‘A vontade e o medo’, de Humberto Effe
Márcia Moreira
Produzido pelo guitarrista JR Tostoi, o single A vontade e o medo não somente retoma a discografia solo de Humberto Effe, como dá início a uma série de singles com gravações e músicas inéditas que poderão configurar, no futuro, um EP ou mesmo um álbum do artista.
Feita por Tostoi com os músicos Hugo Noguchi (baixo) e Marcelo Vig (bateria), a gravação da música A vontade e o medo soa coerente com a obra de Effe, caracterizada pela fricção entre ritmos brasileiros, a batida do rock e a pulsação do soul.
Gravado na pressão, o arranjo coletivo do single A vontade e o medo tem inspiração em riffs nordestinos da discografia do Quinteto Violado, grupo que entrou em cena no Recife (PE) no alvorecer da década de 1970.
O single A vontade e o medo é desdobramento do show Plano sequência (2018), com o qual Effe voltou à cena há dois anos para mostrar inédito repertório autoral.