Honda CBR 500R sai de linha no Brasil e abre espaço para CBR 650


Montadora diz que vai focar em esportivas de maior cilindrada, como CBR 1000R e CBR 650F. Honda CBR 500R
Divulgação
A Honda CBR 500R não faz mais parte do portfólio da marca no Brasil. Depois de a CG 125 “dizer adeus”, agora foi a vez da esportiva de média cilindrada da montadora deixar de ser vendida. Ela era a variante mais esportiva da família 500, que ainda conta com CB 500F e CB 500X, ambos modelos que continuam a ser vendidos.
CG 125, XJ6 N, Burgman i e Ténéré 250: veja motos que saíram de linha em 2019
VÍDEO: como anda a nova geração do PCX 150 2019
De acordo com a Honda, o objetivo agora é focar nas “sport” de alta cilindrada. No caso, a CBR 1000R e a CB 650F.
Honda CBR 500R 2016
Divulgação
“Ao longo dos últimos anos, notamos uma tendência com o direcionamento do interesse em modelos esportivos se concentrando na linha de alta cilindrada com grande performance e tecnologia”, disse a marca, em comunicado.
CB 650F deve virar CBR 650F
Honda CBR 650R
Honda/Divulgação
Apesar de ainda não confirmar nada, a CB 650F deve ser substituída em breve pela CBR 650R, sua sucessora que já foi apresentada no exterior. Inclusive, o modelo já teve sua patente registrada no país, assim como sua irmã, a CB 650R, sucessora da CB 650F.
Em sua nova geração, a linha 650 da Honda ficou mais potente, com 95 cavalos – antes, os modelos tinham motor de 88,5 cavalos.
Honda CBR 650R teve desenho registrado no Brasil
Inpi/Divulgação