Grupo Secos & Molhados tem história recontada em documentário sob a perspectiva de João Ricardo


Inédito, o filme de Otávio Juliano integra a programação online de festival agendado para junho. Ney Matogrosso (ao centro) com João Ricardo (à esquerda) e Gerson Conrad no grupo Secos & Molhados
Divulgação editora Tordesilhas / Ary Brandi
♪ Depois do livro, o filme. Programada para acontecer de 16 a 27 de junho, com sessões online e gratuitas, a 13ª edição do In-Edit Brasil – Festival Internacional do Documentário Musical apresenta filme sobre o grupo Secos & Molhados.
Fenômeno do universo pop brasileiro entre 1973 e 1974, o trio – formado por Ney Matogrosso, João Ricardo e Gerson Conrad – tem a história recontada no inédito documentário Secos & Molhados sob o prisma de João Ricardo, mentor e principal compositor desse grupo que apresentou o cantor Ney Matogrosso ao Brasil.
Diante das câmeras dirigidas pelo cineasta Otávio Juliano e da imponência arquitetônica do Theatro Municipal de São Paulo, o geralmente arredio João Ricardo discorre sobre a criação, ascensão, apogeu e queda rápida do Secos & Molhados, dando a própria versão para as tensões e brigas que motivaram a saída de Ney do grupo em agosto de 1974.
A história narrada por João Ricardo no documentário de Otávio Juliano já foi contada pelo jornalista Miguel de Almeida há dois anos no esclarecedor livro Primavera nos dentes – A história do Secos & Molhados (2019).