Grupo de mais de 400 artistas divulga manifesto em repúdio a declarações de Regina Duarte


Grupo de artistas, intelectuais e produtores culturais diz que não aceita ‘os ataques reiterados à arte, à ciência e à imprensa, e que não admite a destruição do setor cultural ou qualquer ameaça à liberdade de expressão’. Um grupo de mais de quatrocentos artistas, intelectuais e produtores culturais divulgou um manifesto de repúdio às palavras e atitudes de Regina Duarte, secretária nacional de Cultura do governo Jair Bolsonaro.
O manifesto foi endossado por atores, cantores, compositores, escritores, roteiristas, cineastas, artistas plásticos, fotógrafos e dançarinos.
Regina Duarte, secretária especial da Cultura do Ministério da Cidadania.
Isac Nóbrega/PR
Eles declaram que fazem parte da maioria de cidadãs e cidadãos que defende a democracia e apoia a independência das instituições para fazer valer a Constituição de 1988.
O grupo pede respeito aos mortos e àqueles que “lutam pela própria sobrevivência no país devastado pela pandemia e pela nefasta ineficiência do poder público” e diz que “não tolera os crimes cometidos por qualquer governo, que repudia a corrupção e a tortura e que não deseja a volta da ditadura militar”.
No manifesto, o grupo também diz que não aceita “os ataques reiterados à arte, à ciência e à imprensa, e que não admite a destruição do setor cultural ou qualquer ameaça à liberdade de expressão”.
O manifesto termina dizendo: “Ela não nos representa.”
Em reunião, Regina Duarte apresenta plano de ação na Cultura para Bolsonaro
Leia a íntegra do manifesto:
“Brasil, 08 de maio de 2020
Somos artistas brasileiros e fazemos parte da maioria de cidadãs e cidadãos que defende a democracia e apoia a independência das instituições para fazer valer a Constituição de 1988.
Fazemos parte da maioria que entende a gravidade do momento que estamos vivendo e pedimos respeito aos mortos e àqueles que lutam pela própria sobrevivência no país devastado pela pandemia e pela nefasta ineficiência do poder público.
Fazemos parte da maioria de brasileiros que não tolera os crimes cometidos por qualquer governo, que repudia a corrupção e a tortura e que não deseja a volta da ditadura militar.
Fazemos parte da maioria que não aceita os ataques reiterados à arte, à ciência e à imprensa, e que não admite a destruição do setor cultural ou qualquer ameaça à liberdade de expressão.
Como artistas, intelectuais e produtores culturais, formamos a maioria que repudia as palavras e as atitudes de Regina Duarte como Secretária de Cultura.
Ela não nos representa.”