GM compra fatia de 11% de fabricante de picapes elétricas


Em negócio de US$ 2 bi, empresas se comprometem a desenvolver novo veículo juntas Nikola Badger, picape da empresa que teve 11% adquirida pela GM
Divulgação
A General Motors disse nesta terça-feira (8) que irá adquirir uma participação de 11% na fabricante de veículos elétricos Nikola Corp por cerca de US$ 2 bilhões e vai se juntar à empresa para desenvolver uma picape.
As companhias vão trabalhar em conjunto na picape Nikola Badger e esperam iniciar a produção até o final de 2022.
O veículo vai competir com o Cybertruck da Tesla, bem como com as picapes elétricas planejadas pela startup Rivian, pela Ford Motor e pela própria GM.
A Nikola afirma que o Badger terá autonomia de cerca de 956 quilômetros, em comparação com o alcance do Cybertruck, que é de cerca de 800 quilômetros.
O Cybertruck e outras picapes elétricas ainda não foram lançados.
O acordo sinaliza a urgência dos esforços da presidente-executiva da GM, Mary Barra, para convencer os investidores de que a GM pode cortar custos em seus negócios tradicionais de combustão interna e desenvolver um negócio lucrativo e viável de veículos elétricos para competir com a Tesla.
A General Motors receberá US$ 2 bilhões em ações recém-emitidas da Nikola e terá o direito de nomear um diretor para o conselho da companhia.
Veja os últimos vídeos sobre carros elétricos