Gilmar Machado e ex-superintendente do Ipremu têm prisão prorrogada em Uberlândia


Prazo para soltura dos detidos na Operação “Encilhamento” da Polícia Federal (PF) venceria nesta segunda (16). Gilmar Machado durante coletiva sobre o Ipremu
Bárbara Almeida/G1
As prisões temporárias do ex-prefeito de Uberlândia, Gilmar Machado (PT) e do ex-superintendente do Instituto de Previdência Municipal de Uberlândia (Ipremu), Marcos Botelho, foram prorrogadas por mais cinco dias. Eles foram detidos desde o dia 12 de abril durante a Operação “Encilhamento” da Polícia Federal (PF).
O alvará de soltura venceria nesta segunda-feira (16). A informação é da 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo. Com relação aos outros presos, que são ex-integrantes do Comitê de Investimento do instituto, Cláudio Roberto Barbosa e Mônica Silva Resende de Andrade, não foram repassadas informações à produção do MGTV.

Powered by WPeMatico