Galvão Bueno fala sobre Maradona: ‘A cada momento, produzia uma obra de arte’


Narrador, que acompanhou o jogador em Copas do Mundo, destacou o desempenho do argentino no Mundial de 86 e outros grandes momentos da carreira; veja VÍDEO Galvão Bueno destaca lances geniais de Diego Maradona
Galvão Bueno falou nesta quarta-feira (25) sobre a relação com Diego Maradona, maior jogador da história da Argentina e lenda do futebol mundial, que morreu aos 60 anos após uma parada cardiorrespiratória.
Veja a repercussão da morte de Maradona
Maradona deixa marca de gênio polêmico na história do futebol
Como narrador, Galvão acompanhou Maradona nas Copas do Mundo de 1986, 1990 e 1994. Em entrevista ao Jornal Hoje, ele relembrou grandes momentos da carreira do atleta em campo (assista ao vídeo acima).
“A cada momento, ele produzia uma obra de arte. Mas, sem dúvida, a Copa de 86 foi o grande momento de Maradona”, disse Galvão.
Diego Maradona comemora após marcar seu gol da vitória contra a Inglaterra na semifinal da Copa do Mundo no México, em 22 de junho de 1986
Ted Blackbrow/Pool/Reuters/Arquivo
O jogador foi decisivo para o título mundial argentino daquele ano. O campeonato eternizou Maradona pelos dois gols que ele marcou contra a seleção da Inglaterra nas quartas de final.
“Como jogador de futebol, ele foi o que, em genialidade, mais se aproximou de Pelé. Para muitos, principalmente os argentinos, foi até maior que Pelé”, acrescentou Galvão.
Cirurgia no cérebro
Maradona morreu em casa, na cidade de Tigre, na Argentina. Ele sofreu uma delicada cirurgia no cérebro no começo do mês e recebeu alta oito dias depois, após drenar uma pequena hemorragia no cérebro.
O médico Leopoldo Luque afirmou na ocasião que a cirurgia era considerada simples, mas havia preocupação pela condição de saúde do ex-jogador.
Initial plugin text