Funcionários do setor administrativo da Chery votam redução de jornada e salário em Jacareí


Informação é do Sindicato dos Metalúrgicos, que vai organizar votação online da proposta para funcionários. Trabalhadores da linha de produção estão com contratos suspensos desde o início do mês. Segundo sindicato, medida vai impactar 200 funcionários
Divulgação/Chery
Funcionários do setor administrativo da Caoa Chery, de Jacareí, vão votar proposta da empresa para redução de jornada e salários a partir desta quinta-feira (16).
Segundo o sindicato, a proposta é de redução de até 27%. Funcionários da linha de produção estão em programa com suspensão de contratos por tempo indeterminado desde o início do mês.
De acordo com a entidade, os cerca de 200 trabalhadores administrativos estão em esquema de home office. Na proposta da empresa para os funcionários, quem tem remuneração de até R$ 4 mil vai ter redução de 25%, com pagamento de parte da baixa com verba federal. Já para funcionários com remuneração superior, o valor chega a 27% de redução.
Os trabalhadores vão votar a proposta em assembleia, mas de forma virtual. A votação online tem início às 16h desta quinta e segue até a sexta-feira (17).
Os trabalhadores da produção estão com suspensão de contratos por tempo indeterminado. A medida foi tomada depois da reversão da demissão de 59 funcionários do setor de motores da empresa. A suspensão atinge 340 trabalhadores, segundo o sindicato, e é por tempo indeterminado.
Procurada pelo G1, a Caoa Chery informou que a proposta tem como base a medida provisória 936 do governo federal e tem duração de três meses a partir de abril. Os funcionários terão estabilidade no emprego até 30 de agosto.
“A Caoa Chery reforça ainda que é sensível à situação dos seus colaboradores neste momento de crise sem precedentes e conta com o apoio e colaboração de todos para reequilibrar suas operações e resistir ao cenário econômico atual e previsto para os próximos meses”, informou.