FMI libera parcela de US$ 10,8 bilhões para a Argentina


No ano passado, governo argentino fechou acordo de financiamento de US$ 56,3 bilhões. O conselho-executivo do Fundo Monetário Internacional (FMI) ratificou nesta sexta-feira (5) a terceira revisão dos progressos econômicos da Argentina sob um grande acordo de financiamento acertado no ano passado, destravando uma parcela de US$ 10,8 bilhões em financiamento.
Em Buenos Aires, manifestante segura cartaz contra o novo pedido de ajuda da Argentina ao FMI
Martin Acosta/Reuters
O FMI disse em um comunicado que o conselho aprovou um acordo com a Argentina sobre a terceira revisão do país, fechado com uma equipe do organismo no mês passado. A instituição acrescentou haver sinais de que a recessão do país “chegou ao fundo do poço”.
A Argentina fechou um acordo de financiamento de US$ 56,3 bilhões com o fundo no ano passado, quando a terceira maior economia da América Latina foi atingida pela inflação desenfreada e pelo colapso do peso, que perdeu metade de seu valor em relação ao dólar americano.