Flórida declara emergência por surto de hepatite A nos EUA

Miami é uma das cidades da Flórida que está em estado de emergência sanitária

Miami é uma das cidades da Flórida que está em estado de emergência sanitária
Pixabay

O governo da Flórida declarou o estado de emergência sanitária como medida “proativa” diante do surto de hepatite A nos Estados Unidos, que causou 221 mortes desde 2016, e pediu à população que se vacine contra a doença.

“Pedimos a vacinação e enfatizamos a importância de se lavar as mãos regularmente”, afirmou na sexta-feira (2) Jeanette Núñez, vice-governadora da Flórida, estado onde os casos da doença hepática altamente contagiosa já passaram de 2 mil neste ano.

Leia também: Mais de 500 mil pessoas têm hepatite C no país e não sabem

Jeanette alertou no Twitter que é preciso “prevenir ainda mais” a propagação da hepatite.

Desde 2016, 25 estados reportaram surtos de hepatite A, com um total de 22.566 casos, 13.352 internações e 221 mortes até 16 de julho deste ano, segundo dados dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) dos EUA.

O cirurgião-geral da Flórida, Scott Rivkees, declarou nesta semana a emergência de saúde pública no estado para enfrentar o surto nacional atual.

Saiba mais: Tudo o que você precisa saber sobre os diferentes tipos de hepatite, que pode levar à morte

“Estou declarando esta emergência de saúde pública como uma medida proativa para alertar adequadamente o público sobre esta grave doença e prevenir uma maior propagação da hepatite”, disse Rivkees.

Os casos de hepatite A superaram este ano os de 2018, com 2.034 registros entre 1º de janeiro e 27 de julho.

“A melhor maneira de prevenir a hepatite A é através da vacinação”, enfatizou Rivkees.

O médico ressaltou que é importante vacinar o maior número possível de pessoas de alto risco, que incluem indivíduos com doença hepática crônica e distúrbios de fator de coagulação, e também os maiores de 60 anos com alguma afecção médica grave.

A hepatite A é geralmente transmitida através de objetos, alimentos e bebidas que estão contaminados com pequenas quantidades de matéria fecal de uma pessoa que sofre da doença.

Leia também: ‘Desafio da hepatite C é saber que tem’, diz paciente curado

Embora a taxa de hepatite A nos EUA tenha diminuído em mais de 95% desde 1995, quando a vacina começou a ser utilizada, houve surtos da doença nos últimos anos, segundo os CDC.

Alicate passa hepatite? Saiba como prevenir doenças no salão de beleza: